26.5 C
Vitória
sexta-feira, 4 dezembro 2020

Triste realidade! Jovens negros, as maiores vítimas da violência no Brasil

Leia também

Com fim do auxílio, desigualdade pode voltar aos anos 80

O auxílio diminuiu a diferença de renda entre os mais pobres e os mais ricos, o que pode ser verificado pela redução do índice de Gini

Transformador reserva é enviado a Macapá

O Ministério de Minas e Energia, revelou que a empresa tem sinalizado que o equipamento pode ser ligado ainda na segunda quinzena deste mês

‘Rachadinha’ é empecilho para candidatura de Arthur Lira

As investigações apontam que a "rachadinha" na Assembleia de Alagoas ocorreu, em parte, quando Lira ocupava um cargo no Legislativo estadual

Relatório do IPEA/ Unicef aponta que 74,4% das vítimas de violência letal no Brasil são, principalmente jovens negros negros. “Jesus continua a clamar no sangue de cada negro executado neste país”, pastor Marco Davi, do Movimento Negro Evangélico do Brasil

Nesta sexta-feira, 20, é celebrado no Brasil o Dia da Consciência negra. Data traz um alerta preocupante. O número de mortes violentas no país tem aumentado entre meninas e meninos com menos de 18 anos. A ONG cristã, Visão Mundial, que integra uma das mais expressivas organizações de ajuda humanitária do mundo, a maioria das vítimas é homens jovens negros e moradores de periferia.

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020, aponta que 74,4% das vítimas de violência letal no Brasil são negras e que 51% foram jovens de até 29 anos. A maioria das vítimas é de homens jovens negros e moradores de periferia.

“A violência é a falta de experiência com o Jesus torturado, humilhado e morto em Jerusalém. Jesus continua a clamar no sangue de cada negro executado neste país. A escravidão não acabou, mudou de modus operando e continua causando dor e desalento”, afirma o pastor Marco Davi, líder da Nossa Igreja Brasileira e Coordenador do Movimento Negro Evangélico do Brasil.

Eu sinto na pele

Para mudar esta realidade, o projeto #EuSintonaPele, do MJPOP (Monitoramento Jovem de Políticas Públicas, da ONG), tem realizado ações de conscientização pelo Brasil.

Entre 2018 e 2020, o movimento atuou em nove municípios, mobilizando mais de 1.300 jovens e adolescentes e implementando cinco projetos liderados por jovens para a redução de violência em comunidades vulneráveis.

“A maioria dos jovens e adolescentes que participam do MJPOP são negros e atuam monitorando políticas públicas nas periferias das grandes cidades. Nos últimos anos, tem aumentado muito a violência contra essa juventude. A partir dessa realidade, surgiu o projeto para monitorar políticas de segurança pública”, explica o Diretor de Advocacy da Visão Mundial, Welinton Pereira.

“Em dois anos, foram alcançados resultados importantes, além da construção de propostas de uma política pública de segurança mais efetiva e que, acima de tudo, conta com a participação popular dos jovens, que são os principais atingidos pela violência e que, portanto, precisam ser ouvidos”, completa.

jovens_negros
Há dois anos, adolescentes e jovens do MJPOP lideram monitoramento de políticas públicas de segurança pelo projeto #EuSintoNaPele. Foto: Gabriel Dias / Visão Mundial Brasil

Violência e o jovem negro

Os dados são alarmantes. Segundo a Visão Mundial, a necessidade de mobilização e protagonismo jovem são cruciais. Levantamento do Ipea aponta a agravante do racismo na questão da violência.

De acordo com a instituição, de 2007 a 2017, a taxa de pessoas negras vítimas de homicídio aumentou 33%, enquanto que no mesmo período, entre pessoas não negras, a taxa foi de 3%.

“Ser jovem negro no Brasil é um processo de luta constante. Aqui, se você nasce preto, você nasce com uma sentença. Passar da adolescência e chegar à juventude sem nenhuma experiência de violência é um fato a ser celebrado. Não há como ser um adolescente ou jovem negro no Brasil e não viver com medo”, afirma Gabriel Dias, 25 anos, integrante do MJPOP.

Taxa de homicídio

De 2007 a 2017, a taxa de pessoas negras vítimas de homicídio aumentou 33%, enquanto que no mesmo período, entre pessoas não negras, a taxa foi de 3%

Os jovens e adolescentes do MJPOP têm atuado de maneira local para garantir a segurança e condições dignas de sobrevivência, principalmente da população jovem afrodescendente.

Já no âmbito nacional, têm trabalhado para a formulação de políticas públicas e de modificações necessárias na legislação para que as juventudes possam usufruir de condições para viver e se desenvolver de forma plena e em igualdade de oportunidades.

“Que haja equidade e justiça no Brasil deve ser a luta, oração e objetivo de cada igreja e cada pessoa que professa a fé cristã”, concluiu o pastor Marco Davi.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Dor na alma! Jovens são mais solitários que os idosos

Pesquisa Experimento da Solidão, conduzido pela rede britânica BBC, indica que os jovens se sentem mais solitários do que os idosos. Saiba mais!

“Estupro culposo?” Mais um capítulo da história da violência contra a mulher

Sentença inédita de estupro culposo no Brasil, na qual a vítima foi humilhada por advogado do réu. Saiba mais sobre o caso!

Crise: Perda de fé da próxima geração?

Pesquisa constatou que a pandemia pode resultar em perda de fé na próxima geração. Saiba mais!

Hillary Clinton: por que jovens estão deixando a igreja?

A ex-primeira dama do país, Hillary Clinton afirmou que os jovens estão deixando a igreja porque o cristianismo se tornou alienante. Saiba mais!

A força tarefa de jovens cristãos para salvar animais no Pantanal

Na tentativa de salvar animais do incêndio que atinge o Pantanal, jovens da igreja Adventista está coletando alimentos para uma ONG distribuir entre os animais.

Igreja omissa, incompetente e conivente

A conivência emerge exatamente de a igreja conviver com casos reais de violência doméstica, em sua grande maioria cometida contra mulheres

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Conferência Paixão pela Juventude 2020

Realizado pela Juventude Batista Brasileira, evento será online e acontece em duas datas. A primeira será neste sábado, 28, e a segunda, dia 5 de dezembro. Saiba mais!

Miniconferência on-line: “Fé e Ciência para Corpos e Mentes”

Cientistas cristãos brasileiros respondem questões de fé e ciência para corpos e mentes. Tema será abordado na mini Conferência online. Saiba mais!

Seminário de ciências bíblicas em edição virtual; começa hoje

Realizado há 20 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil, evento incentiva o estudo e capacita líderes sobre o uso da Bíblia.

Grandes artistas do Brasil no “BH profetiza”

Realizado pela cantora Camila Campos, O BH profetiza vai reunir diversos cantores, entre eles Weslei Santos, Gai Sampaio, pastora Helena Tannure e outros. Evento será transmitido ao vivo, nesta terça-feira, 17 
- Publicidade -

Plugue-se

Novo álbum musical do Missionário R. R. Soares

O álbum "Em O nome de Jesus", com 12  músicas inéditas, foi lançado depois de cinco anos. Primeiro single do projeto está disponível em todas as plataformas e Youtube

Wilson Witzel é batizado em igreja evangélica

O batismo ocorreu um dia antes de Witzel protocolar sua defesa no tribunal misto, que julga o processo de impeachment dele. Saiba mais!

3 palavrinhas é indicado ao premio Gerando Salvação

Na categoria “Projeto Infantil”, o 3 palavrinhas, que é considerado o maior canal infantil gospel do mundo, concorre ao lado de Aline Barros e outras estrelas do segmento. Saiba mais!

Saiba mais sobre o cristianismo em alguns livros

No Dia do Evangélico Comunhão selecionou 10 livros para estudar e conhecer mais sobre o cristianismo. Saiba mais!