back to top
25.9 C
Vitória
quinta-feira, 20 junho 2024

Confira dicas para manter a saúde mental

Foto: Reprodução

A Bíblia, que é atemporal, oferece prevenções e lições valiosas para o equilíbrio da mente, como, por exemplo, o senso de propósito

Por Patricia Scott 

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que cerca de 10% da população mundial sofre com transtornos mentais, o que corresponderia, aproximadamente, a 720 milhões de pessoas. No Brasil, a estimativa é de que 9% da população sofrem de ansiedade. O país também é destaque em vários rankings com relação à depressão.

Por isso, esta em andamento no Brasil a campanha Janeiro Branco, que visa conscientizar a população sobre a importância dos cuidados com a saúde mental e quebrar tabus a respeito da psicoterapia, estimulando a busca por ajuda especializada. Cabe salientar que a lei foi sancionada em 2023.

“Depois da pandemia, com a experiência do confinamento, pesquisas têm apontado que as pessoas estão mais atentas às questões de saúde mental. Vários problemas de saúde têm origem ou influência do estado mental. É preciso conhecer os sinais e buscar atendimento especializado para que quadros não se agravem e debilitem o dia a dia das pessoas”, explica a psiquiatra Claudine Cheim, da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo.

- Continua após a publicidade -

A especialista diz que o início do ano é um período conhecido por ser um momento de reflexão e recomeço. Assim, muitas pessoas traçam metas e buscam adotar novos hábitos e melhorar o bem-estar. “É fundamental que as pessoas busquem autoconhecimento e ajuda especializada caso identifiquem alguns sinais em si ou em pessoas próximas”.

Já o psicólogo Filipe Colombini pondera que “a atenção com a saúde mental é fundamental na busca por maior qualidade de vida”. Ele reforça ainda a importância da terapia para que a pessoa consiga desenvolver estratégias saudáveis e funcionais para lidar de forma positiva com os desafios da vida.

Princípios bíblicos 

A Bíblia, que é atemporal, oferece prevenções e lições valiosas para manutenção da saúde mental equilibrada. Ter um senso de propósito é fundamental. As Sagradas Escrituras destacam que o ser humano é criado por Deus para o cumprimento de um propósito. Em Jeremias 29.11, o Senhor declara: “Porque eu sei que pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.”

O perdão, a oração, o autocuidado e a confiança em Deus também são princípios bíblicos que fortalecem a saúde mental. O perdão, por exemplo, é um poderoso antídoto contra o ressentimento e a amargura. Já a oração é uma ferramenta poderosa que gera intimidade com Deus, o que alivia o estresse, proporciona clareza mental e ativa a conexão espiritual com o Criador.

Com o autoconhecimento, a pessoa entende a identidade que possui em Cristo. Desse modo, compreende que é filho e não apenas servo, o que impulsiona a confiar no cuidado do Senhor que combate a ansiedade. Ao seguir esses ensinamentos, é possível viver com paz e equilíbrio, mesmo diante das adversidades da jornada.

Confira as principais doenças da saúde mental, segundo a psiquiatra Claudine Cheim

Depressão: É um estado de humor negativo, caracterizado por sentimentos de tristeza, falta de interesse e motivação, isolamento e dificuldade para realizar atividades cotidianas. A depressão é um problema significativo de saúde pública e é responsável por uma grande quantidade de suicídios.

Ansiedade: É caracterizada por sintomas como preocupação constante, tensão, irritabilidade, dificuldade para relaxar e insônia. A ansiedade pode ser causada por fatores como estresse, cobranças excessivas, problemas pessoais e situações de vida difíceis.

Fobia social: É um distúrbio caracterizado pelo medo irracional de serem observados, criticados e ridicularizados por outras pessoas. Os pacientes podem evitar situações sociais.

Esquizofrenia: É um distúrbio mental crônico e grave, caracterizado por sintomas como delírios, alucinações, pensamento e fala desorganizados, comportamento anormal e afastamento progressivo das atividades sociais e familiares.

Bipolaridade: É um distúrbio mental que alterna entre períodos de depressão e mania, com sintomas como alteração do humor, alteração do humor, delírios e confusão. A bipolaridade é uma condição crônica que exige tratamento contínuo e pode afetar significativamente a qualidade de vida de uma pessoa.

Veja cinco cuidados recomendados pelo psicólogo Filipe Colombini para manter a saúde mental:

1.Cultive a consciência emocional: entenda que as emoções positivas e negativas fazem parte da vida e ambas merecem momentos de reflexão. Dessa forma, você estará criando um ambiente seguro para que você e quem está ao seu redor possa compartilhar suas vivências e desafios diários (sendo que a fala e a escuta ativa são fundamentais na busca pela saúde mental). “Entender como lidar com as diferentes emoções, sejam elas positivas ou desafiadoras, é crucial para evitar comportamentos impulsivos e construir relacionamentos saudáveis”, diz Colombini.

2. Tenha momentos para refletir sobre si mesmo: além do lazer, reserve períodos de qualidade para reflexão e autoconhecimento. É preciso que a pessoa se envolva ativamente nessas atividades, promovendo a curiosidade e criatividade no entendimento sobre si. “Saber quem você é e o que valoriza é essencial para o desenvolvimento pessoal e para a conquista da regulação emocional”, diz o especialista. Assim, que tal dedicar alguns minutos para meditação, fazer uma boa leitura, sair para caminhar longe do celular?

3. Estabeleça limites saudáveis: a saúde mental envolve o entendimento de limites pessoais e sociais e a compreensão precoce desses limites contribui para um ambiente mentalmente seguro. Por exemplo, é totalmente natural dizer “não” e esse ainda é um tabu na sociedade, muitas pessoas têm resistência a dar uma negativa, em função de pressões sociais. Mas isso é uma atitude necessária em algumas situações para preservar a si mesmo.

4. Mantenha uma rede de apoio: tenha pessoas de confiança com quem pode se abrir sem receios. Uma rede de suporte composta por amigos, familiares e profissionais de saúde mental é importante para lidar com os desafios emocionais. As pessoas precisam compartilhar valores e objetivos, proporcionando um ambiente de apoio mútuo.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -