22.6 C
Vitória
quarta-feira, 15 julho, 2020

Confiança da indústria sobe 16,2 pontos em junho

Leia também

Inscrições para o Prouni começam hoje, com quase 170 mil bolsas

Do total, 60.551 são bolsas integrais e 107.229, parciais. Saiba mais!

Atividade econômica tem crescimento de 1,31% em maio

Números foram divulgados hoje pelo Banco Central. Saiba mais!

Resultado do Sisu para o 2º semestre de 2020 será divulgado nesta terça-feira

De acordo com o MEC, 424.991 mil estudantes disputam 51.924 mil vagas. Saiba mais!

Em junho, todos os 19 segmentos industriais pesquisados tiveram aumento da confiança

Por Thaís Barcellos (AE)

A confiança da indústria avançou 16,2 pontos em junho ante maio, alcançando 77,6 pontos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira (29). A variação registrada no mês foi a maior da série histórica da Sondagem da Indústria, iniciada em 2001, mas, mesmo considerando a alta de 19,4 pontos em maio e junho, a confiança ainda se situa abaixo do nível pré-coronavírus (101,4 pontos, em fevereiro).

Em junho, todos os 19 segmentos industriais pesquisados tiveram aumento da confiança. Este resultado é atribuído à forte melhora da percepção dos empresários em relação ao momento presente e, principalmente, para os próximos três meses. O Índice de Expectativas subiu 21,3 pontos, para 76,2 pontos. Já o Índice de Situação Atual cresceu 10,6 pontos, para 79,2 pontos. A diferença entre ISA e IE, que chegou a ser de 17,8 pontos em maio, agora é de apenas 3 pontos.

A maior contribuição para alta neste mês veio da redução do pessimismo dos empresários sobre a produção nos próximos três meses. O indicador de produção prevista saltou de 46,9 pontos para 82,9 pontos, recuperando 48,3 pontos desde maio, ou 71% do que foi perdido entre janeiro e abril. Houve forte queda da proporção de empresas prevendo nível de produção menor para os três meses seguintes (de 63,9% para 36,4%) e aumento do porcentual de empresas esperando nível maior (de 13,5% para 30,7%).

Além disso, os indicadores de emprego previsto e tendência dos negócios subiram 17,8 pontos e 9,1 pontos, para 76,5 pontos e 70,5 pontos, respectivamente. Já entre os indicadores que avaliam a situação no momento, apesar dos estoques permanecerem estáveis (de 81,9 pontos para 81,4 pontos), os demais avançaram. A demanda total aumentou 17 pontos, de 62,2 pontos para 79,2 pontos, e o de situação atual dos negócios cresceu 14,3 pontos, de 64,7 pontos para 79 pontos

“Em junho, a confiança do setor industrial avançou de maneira expressiva e disseminada entre todos os segmentos. Exceto pelos estoques, que se mantiveram estáveis, todos os demais indicadores apresentaram melhora significativa, embora permaneçam em nível muito baixo. A maior contribuição para a alta no mês vem da produção prevista, que sinaliza forte aceleração da produção no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre. De maneira geral, os resultados sugerem que o pior momento tenha passado para a indústria, apesar de estarmos longe dos níveis anteriores ao início da pandemia e de haver elevada incerteza em relação ao ambiente de negócios para os próximos seis meses, que pode comprometer a velocidade da recuperação”, comentou Renata de Mello Franco, economista da Ibre/FGV.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) também continuou a subir, depois do avanço de 3 pontos porcentuais em maio. Agora, em junho, a elevação foi de 6,3, pontos porcentuais, de 60,3% para 66,6%. Mas, da mesma forma, ainda se encontra 13,2 pontos porcentuais abaixo da média de janeiro de 2001 a março de 2020 (79,8%).

A edição de junho de 2020 da Sondagem da Indústria coletou informações de 1010 empresas entre os dias 1º e 25 deste mês. A próxima divulgação ocorrerá em 29 de julho. A prévia deste resultado será divulgada no dia 22 do mês que vem.

*Da Redação, com informações da Agência Brasil

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Amigos e artistas “Juntos pelo sertão” drive-in

Evento, que será realizado no dia 14 de julho, vai reunir artistas e preletores como Aline Barros, Isaías Saad, Gabriel Guedes, Juliano Son, Eli Soares, Hernandes Dias Lopes e outros.

Show drive-in do 3 Palavrinhas esse mês; Saiba mais!

O grupo infantil 3 palavrinhas vai se apresentar na Arena Sessions, no estádio Allianz Parque, em São Paulo dia 19 de julho Atenção criançada! O...

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Plugue-se

Fred Arrais passa a integrar o time de artistas da Sony Music

Parceiro do Ministério Diante do Trono, Fred Arrais é cantor, compositor e multi instrumentista da música cristã contemporânea. 

Operação Final: a missão por trás do julgamento de um nazista

Baseado em fatos reais, Operação Final tem temática sobre o Holocausto, a perseguição aos judeus arquitetado pelo governo nazista

Reencontro histórico: Davi Sacer e Trazendo a Arca em “O encontro”

Álbum inédito marca o reencontro histórico de Davi Sacer e Trazendo a Arca dez anos depois. São 30 músicas que fizeram sucesso no mercado de música gospel. Confira!

Inédito no Brasil! Bíblia em Libras traduzida por surdos

O primeiro livro traduzida para Língua Brasileira de Sinais pelos próprios surdos a ser lançado em setembro é o do evangelho de João. Saiba mais!