Como você define evangelismo?

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O evangelismo, na sua forma mais simples, é contar o evangelho. Mas o evangelismo inclui não apenas a revelação 

“O começo da sabedoria é a definição de termos.” Se Sócrates realmente disse isso ou se é uma fusão de seu pensamento, o argumento está exposto: não iremos longe ao discutir um assunto sem definir claramente os termos.

Primeiro, vamos ver o que o evangelismo não é. Evangelismo não é o mesmo que missão.

A missão se refere ao plano maior de redenção de Deus e ao nosso papel como povo enviado. Entre elas, a proclamação verbal de Cristo, aprender a cultura e o idioma de uma área, cuidar de necessidades físicas e emocionais.Enquanto iluminamos a luz da mensagem do evangelho.

Parte do problema surge quando as pessoas confundem a missão abrangente com a tarefa de evangelização. A missão envolve demonstração e proclamação do evangelho. Uma parte vital da missão é a proclamação do evangelho, que é o que é evangelismo.

Quando faço boas ações para que o mundo seja mais parecido com Jesus, eu estou alinhado com a comissão de Jesus em João 20:21, onde ele diz: “Como o pai me enviou, então eu envio você.”

Também estou alinhado com o que Jesus tinha em mente em Lucas 4: 18-20, onde ele diz: “O Espírito do Senhor está sobre mim. Ele me ungiu para pregar as boas novas “. Em seu ministério público, Jesus amou e serviu aos quebrantados.

Isso é importante notar por causa do que acontece historicamente. Aproximadamente a cada 50 anos na igreja – no início dos anos 1900, novamente em meados dos anos 1900 –  a igreja começa a dizer: “Estamos fazendo evangelismo com nossas ações, não com nossas palavras.”

Eles usam a famosa citação de São Francisco de Assis: “Pregue o evangelho em todos os momentos. Se necessário, use palavras.” No entanto, você pode, por sua vida, demonstrar o que significa viver as implicações do evangelho, mas o evangelho é uma mensagem que proclamamos.

EVANGELISMO 

Evangelismo é a articulação verbal das más notícias da perda e das boas novas da obra de Jesus em nosso favor, com a intenção de que o destinatário possa ouvi-la e, pela graça e pela fé, responder a ela.

Além disso, é contar o evangelho. Mas acho que não inclui apenas a revelação. Há também uma resposta desejada e, geralmente, algum tipo de convite para essa resposta. Eu gosto dessa definição porque você não pode fazer evangelismo sem comunicação. Você não pode fazer missiologia sem comunicação transcultural.

No entanto, você pode tentar entender as pessoas sem se comunicar com elas. Você pode estar em missão compartilhando e mostrando o amor de Jesus a eles, mas o evangelismo requer mulheres e homens que proclamem o evangelho.

O próprio evangelho significa comunicar a morte de Jesus na cruz por nossos pecados e em nosso lugar, assim como vemos na fórmula tradicional de Deus – humanos – Cristo resposta.

Evangelismo é contar às pessoas sobre Jesus e convidá-las a responder. É uma responsabilidade e uma honra que todos os crentes, em todos os lugares e em todos os momentos, compartilham.

*Da redação, com informações de Christianity Today 


LEIA MAIS

O Brasil que a Igreja desconhece 
Igrejas que fazem evangelismo pessoal são as que mais crescem
Evangelismo e aconselhamento de braços dados no JVV