23.8 C
Vitória
segunda-feira, 6 dezembro 2021

Má conduta ministerial: devemos denunciar?

Ministros são nossos irmãos e nós somos guardiões dos nossos irmãos, então, se houver algum pecado e má conduta no ministério, a igreja deve denunciar

Por Priscilla Cerqueira

Como o líder da sua igreja tem atuado? Uma das responsabilidades mais desafiadoras é denunciar a má conduta de um ministro. Eles devem ter o mais alto caráter moral (1Tm 3.1–7), servir de exemplo para os crentes (1º Tm 4.12).

Os ministros são instrumentos designados por Deus para declarar sua Palavra à sua igreja e ao mundo, e devem, portanto, ser dignos de confiança (1Co 7.25), tendo bom testemunho dos de fora (1Tm 3.7).

Quando um ministro é considerado culpado de uma falha moral, o dano pode ser catastrófico. Dependendo da natureza da falha e o alcance da informação, mas a reputação de sua igreja. Denunciar uma má conduta ministerial aos líderes da igreja pode ser difícil e intimidador. Porém, para a saúde da igreja, para a recuperação do ministro e para a glória de Deus, isto necessita ser feito.

Quais pecados necessitam ser denunciados? Quando é que isso deve ser feito? Como isso pode ser feito? Nem todo pecado que um ministro comete deve ser denunciado aos líderes da igreja.

Salomão ensina que a glória do crente é perdoar as injúrias (Pv 19.11). E da mesma forma, Paulo nos diz “Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós” (Cl 3.13).

O que caracteriza falha moral?

1. Um Pecado Persistente
Quando um ministro comete o mesmo pecado vez após outra, após ter sido confrontado a sós — o que deve acontecer se apenas algumas pessoas estão cientes dele (Mt 18.15) — isso deve ser denunciado. A razão disto é que os ministros devem ser irrepreensíveis (1 Tm 3.2; Tt 1.6) e ser irrepreensível significa ser isento de culpa.

2. Pecado Público
Sempre que um ministro for culpado de cometer algum pecado conhecido por mais do que algumas pessoas, isso deve ser denunciado. A liderança da igreja necessita ser alertada de pecados públicos como fofocas, calúnias e explosões pecaminosas de raiva, para que possa assegurar que uma confissão apropriada ocorra, o que sempre envolve uma confissão tão pública do pecado quanto este é conhecido.

3. Pecado Escandalosos
Sempre que um ministro é culpado de cometer qualquer pecado particularmente hediondo, como embriaguez, adultério, roubo e abuso sexual, que envergonharia o nome de Cristo e prejudicaria o testemunho tanto do ministro quanto da igreja, deverá ser denunciado. Será necessário relatar os pecados não só para a liderança da igreja, mas para as autoridades civis.

Como denunciar?
Para denunciar primeiro é ter prova pelas Escrituras de que é pecado. Mostrar que se está lidando com ofensas reais, atos que podem ser demonstrados como violando a lei de Deus. Também é preciso de pelo menos uma testemunha. Além disso, é preciso relatar o pecado a um outro líder na igreja e acompanhe o caso.

Com informações de Coalização pelo Evangelho

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se