25.5 C
Vitória
terça-feira, 30 novembro 2021

Repensando como catalisar “movimentos de fazer discípulos” no Brasil

A Consulta Nacional On-line da “Década de Fazer Discípulos” contou com a participação de importantes lideranças nacionais e internacionais em torno da mobilização de igrejas discipuladoras em solo brasileiro

A Consulta Nacional da “Década de Fazer Discípulos”, transmitida on-line no dia 19 de maio, reuniu mais de 115 pastores e pastoras, representando 11 denominações evangélicas, 7 igrejas referenciais e 19 movimentos voltados à prática do discipulado no Brasil e no exterior.

O evento contou com preleções de Edmund Chan, David Kornfield, Abe Huber, Aloisio Silva, Fabricio Freitas, Gedimar de Araújo, Ilaene Schüler, Marcos Madaleno, Paulo Mazoni, Ricardo Agreste, Roberto Silvado e Silas Tostes, líderes que falaram sobre pautas importantes para o fortalecimento do movimento de discipulado no Brasil, tendo em seu pano de fundo o cumprimento da Grande Comissão.

A “Década de Fazer Discípulos” (DFD) foi lançado pela Aliança Evangélica Mundial-WEA, que no Brasil atua em parceria com a Aliança Evangélica e “Igrejas que Intencionalmente Fazem Discípulos” (IIFD). David Kornfield, representante da WEA, chamou os líderes a entender que o COVID-19 é um kairos de Deus, o qual abre oportunidades inéditas para que os pastores e líderes repensem o problema do ativismo frenético e se dediquem a fazer discípulos que realmente se multipliquem.

Discipulado nos quatro cantos do País

Os líderes estratégicos reunidos na Consulta se juntaram à proposta de “mobilizar a igreja toda para discipular o país todo”. Essa visão abre espaço para um processo contínuo que ajude pastores, pastoras, líderes de redes, igrejas, denominações ou movimentos a contribuir para um movimento nacional de discipulado. Como dinâmica, todos receberam uma leitura como tarefa prévia e, em conjunto, construíram uma proposta de seguimento à consulta.

Roberto Silvado, pastor na Igreja Batista do Bacacheri, em Curitiba (PR), percebeu uma unanimidade quanto à necessidade de um “avivamento discipular” na igreja brasileira. Os líderes de diferentes expressões denominacionais e movimentos sinalizaram maneiras de contribuir uns com os outros, inclusive integrando melhor evangelismo e discipulado. A rica troca de experiências propiciou um ambiente de diálogo e interação, dando a todos uma clara perspectiva de movimento nacional.

Os participantes foram motivados a dar seguimento à Consulta por meio da formação de um “Grupo de Sonhadores”: pessoas ungidas, competentes e apaixonadas pela formação de discípulos, para dar continuidade às iniciativas propostas no evento. Todos foram incentivados a reproduzir a Consulta Nacional em seus contextos geográficos, denominações e organizações. Entre os projetos futuros, a DFD planeja realizar uma Consulta anual por três dias, em 2021.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se