back to top
27.9 C
Vitória
quarta-feira, 12 junho 2024

COI anuncia equipe olímpica de refugiados com 36 atletas

COI anuncia equipe olímpica de refugiados com 36 atletas nos Jogos de Paris-2024 - Foto: Divulgação/COi
COI anuncia equipe olímpica de refugiados com 36 atletas nos Jogos de Paris-2024 - Foto: Divulgação/COi

Os atletas vão competir em 12 modalidades e foram nomeados como membros da Equipe Olímpica de Refugiados do COI para Paris-2024

O Comitê Olímpico Internacional anunciou, nesta quinta-feira, a equipe olímpica de refugiados que vai participar da Olimpíada de Paris-2024. A delegação vai contar com 36 atletas reconhecidos pela chancela de refugiados pela ONU, (Organização das Nações Unidas).

A lista conta com 36 atletas de onze países diferentes. O grupo será organizado por 15 Comitês Olímpicos Nacionais (CONs). Os atletas vão competir em 12 modalidades e foram nomeados como membros da Equipe Olímpica de Refugiados do COI para Paris-2024.

O anúncio foi feito por Thomas Bach, presidente da entidade, durante cerimônia transmitida ao vivo na Casa Olímpica em Lausanne, na Suíça. “Recebemos todos de braços abertos. Com a sua participação, você demonstrará o potencial humano de resiliência e excelência. Isto enviará uma mensagem de esperança aos mais de 100 milhões de pessoas deslocadas em todo o mundo”, afirmou o dirigente em seu pronunciamento.

A composição da equipe se baseou em critérios como desempenho desportivo e o seu estatuto de refugiado, verificado pela ACNUR, Agência das Nações Unidas para os Refugiados. O Conselho Consultivo do COI se encarregou de aprovar a lista.

- Continua após a publicidade -
COI anuncia equipe olímpica de refugiados com 36 atletas nos Jogos de Paris-2024 - Foto:  Olympic Refuge Foundation / Reprodução Olympics.com
COI anuncia equipe olímpica de refugiados com 36 atletas nos Jogos de Paris-2024 – Foto: Olympic Refuge Foundation / Reprodução Olympics.com

Chefe de Missão da Equipe Olímpica de Refugiados, Masomah Ali Zada, que competiu pela Equipe Olímpica de Refugiados em Tóquio-2020, deu a boa vinda aos atletas.

“O sonho de competir nos Jogos Olímpicos está mais próximo do que nunca. Com todos os desafios que enfrentaram, terão agora a chance de inspirar uma nova geração e mostrar ao mundo do que os refugiados são capazes”, afirmou.

A grande maioria dos atletas foi selecionada entre os competidores refugiados apoiados pelo COI através do Programa de Bolsas de Atletas, financiado pela iniciativa da Solidariedade Olímpica e gerido pela Fundação de Refúgio Olímpico. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -