Enem tem cinco milhões de inscritos

Foto: Reprodução Web

Em relação a 2017, teve redução de 18% no número de inscritos.

Segundo balanço divulgado nesta terça-feira (29) pelo Ministério da Educação, O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve 5, 5 milhões de inscritos. O número ainda pode subir, já que há a possibilidade de que novas inscrições sejam confirmadas via decisão judicial.

Mas de acordo com o MEC, por enquanto, é o menor índice registrado desde 2011, quando o exame teve 5.380.857 inscritos. No ano passado, foram 6.731.203 inscritos confirmados.

A justificativa para a queda registrada segundo o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, é a mudança nas finalidades da prova. Desde o ano passado, o Enem deixou de servir para certificação de conclusão do ensino médio. “O processo que desejamos é que cada vez mais as pessoas que se inscrevem participem efetivamente do exame”, explicou o ministro.

Outro agravante é que nos últimos cinco anos,  a média de abstenções no Enem foi 29%. A queda gerou um prejuízo de R$ 962 milhões. “Temos que cada vez mais combater o desperdício do dinheiro público”, ressaltou.

Mesmo que o candidato pague para fazer o exame, há prejuízos caso ele não compareça no dia da aplicação. Segundo o ministro, o valor cobrado pela inscrição é insuficiente para arcar com todos os custos do exame.

As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. Os resultados serão divulgados em janeiro.


Leia mais

Educação – Parte dos custos são arcados por universitários
Brasileiros estão insatisfeitos com a educação, diz pesquisa