21.1 C
Vitória
quinta-feira, 2 julho, 2020

Dengue – Mais de 500 cidades correm risco de surto

Mais lidas

Queimada na Amazônia em junho é a maior dos últimos 13 anos

Mesmo com o Exército na região, as queimadas na Amazônia têm maior número de focos de calor no mês desde 2007

Xavantes contabilizam 32 mortos e se unem para enfrentar a covid-19

O Conselho Indígena Missionário já contabiliza 380 mortes de índios no País. Saiba mais! 

Governo prorroga restrição para entrada de estrangeiros no Brasil

Portaria que estende o prazo saiu no Diário Oficial da União de hoje. Saiba mais! 

Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano

PEC foi aprovada na semana passada no Senado.

A situação é mais grave na região Centro-Oeste.

O verão com temperaturas acima da média e pancadas de chuva trouxe um alerta contra o mosquito da dengue. Mais de 500 cidades correm risco de surto da doença, segundo dados do Ministério da Saúde. A situação é mais grave na região Centro-Oeste.

Agentes de saúde em Brasília estão observando um descuido na prevenção de não deixar água parada nos pratinhos de plantas, não deixar lixo acumulado. Chove, a água fica empoçada: lugar perfeito para focos de mosquito.

Mais de 29 mil casos de dengue foram notificados pela Secretaria de Saúde de Goiânia no ano passado. Em Goiás, o aumento do número de casos de dengue foi de quase 32%. Foram 63 mil casos confirmados com 64 mortes no ano passado — contra 43 mil casos e 53 mortes em 2017.

De acordo com o Ministério da Saúde, a região Centro-Oeste apresentou o maior número de casos suspeitos no ano passado: foram 93 mil. Em seguida, vêm as regiões Sudeste, com 68 mil casos, Nordeste, com 66 mil, Norte, com 16 mil, e Sul, com 2.900 casos.

Em Bauru (SP), em todo o ano passado, foram registrados 132 casos de dengue. Neste ano, já são 62 casos da doença. A prefeitura até preparou uma estrutura extra, com salas de hidratação, só para as vítimas de dengue.

No Pará, a maior preocupação é com a chikungunya. Em Belém, o número de vítimas em 2018 mais que triplicou em comparação com 2017. Brasília está entre as 504 cidades do país com risco de dengue, chikungunya e zika. Agentes de saúde estão encontrando mais focos do mosquito nas casas.

O Ministério da Saúde informou que as ações de combate ao Aedes aegypti são realizadas durante todo o ano com estados e municípios, e que dá apoio técnico e insumos — como larvicidas — para combate ao mosquito, além de veículos para realizar os fumacês e ainda teste para diagnóstico.

Em dezembro, foram distribuídas mil caminhonetes para reforçar os serviços de vigilância. Esse calorão e a água parada atraem os mosquitos, mas o calor também chama resfriado, ainda mais com ar condicionado.

*Com informações do Ministério da Saúde

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Denzel Washington e seu encontro sobrenatural com o Espírito Santo

O ator é bem conhecido por interpretar o papel de Malcolm X - um filme biográfico relacionado às atuais tensões raciais nos Estados Unidos e o Livro de Eli

Petição pede cancelamento de filme que descreve Jesus como lésbica

A petição, que já conta com mais de 137 mil assinaturas, é da Comissão Cristã de Cinema e Televisão internacional

Amanda Loyola lança seu primeiro single pela Sony

"Bússola" faz parte do primeiro EP da cantora pela gravadora, que conta com sete canções.

Músicos e artistas capixabas em “Carta para sociedade”

Em uma mensagem de esperança, Carta para sociedade conta com a participação de Alessandra Rangel, Jeremias Reis e outros músicos capixabas