24.1 C
Vitória
terça-feira, 18 maio 2021

Fé no combate a covid-19 em Ladário (MS)

Em Ladário, interior de Mato Grosso do Sul, o prefeito Iranil Soares (DEM) assinou um decreto que pede 21 dias de orações e um de jejum para combater a covid-19

Por Priscilla Cerqueira

Em Ladário, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, o prefeito publicou na última sexta-feira (15), um decreto no “Diário Oficial” local que pede 21 dias de oração e um de jejum para combater a pandemia do novo coronavírus.

O documento assinado pelo prefeito Iranil de Lima Soares (DEM), prevê “que todos os cristãos façam orações diárias nos lares e nos locais de adoração” e que sejam evitadas aglomerações, em prol do município, pelo Brasil e o mundo.

Orações

O decreto ainda prevê que “aqueles que puderem e quiserem” façam orações por 21 dias, a partir desta segunda-feira (18), e reservem um dia do período para fazerem jejum.

O documento também estabelece que, no dia 7 de junho, fim do período de orações, a população faça um cerco espiritual na cidade, das 5h às 6h, em que todos os cristãos peçam a Deus ajuda pelos doentes, pelos que estão se prevenindo e para afastar o “mal que assola” a nação.

O prefeito ainda pede no documento que todos os cidadãos atendam “de bom coração” às leis das diferentes esferas públicas do município, sem detalhar do que se tratar essas normas.

prefeito_Ladário
Prefeito de Ladário (MS, Iranil Soares. Foto: Erik Silva

“Nós resolvemos estimular a fé das pessoas, para que elas possam ter esperança, para que o momento de pânico não invada o coração, a mente delas. Para que elas possam se voltar um pouco para Deus e assim trazer essa esperança que esse momento irá passar e que logo tudo estará restabelecido”, declarou o prefeito.

Casos de covid-19

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, em todo o estado são 613 casos confirmados, sendo 217 recuperados e 16 mortes pelo novo coronavírus. Já no município de Ladário, que tem pouco mais de 23 ml pessoas, tem 5 casos confirmados de covid-19. Situação que coloca a cidade em uma posição mediana no estado.

Uma das últimas medidas preventivas ao novo coronavírus do município é o uso obrigatório de máscaras pelos moradores. Entretanto, reuniões religiosas estão liberadas, desde que realizadas com até 30% da capacidade do local.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se