22.3 C
Vitória
domingo, 25 outubro 2020

Cidadania na era da pós-verdade

Leia também

Investimento Direto no País soma US$ 1,597 bi em setembro, diz BC

No acumulado dos 12 meses até setembro deste ano, o saldo de investimento estrangeiro ficou em US$ 50,026 bilhões

8,073 milhões de pessoas estavam em trabalho remoto em setembro, diz IBGE

Os empregadores, 9,4% trabalhavam de forma remota em setembro, e apenas 5,0% dos trabalhadores por conta própria estavam em trabalho remoto

Lenda viva no esporte! Os 80 anos de Pelé

A Fifa ainda publicou histórias curiosas sobre o "Rei do Futebol", envolvendo a origem do seu nome, o sucesso que fez em Nova York, a relação com celebridades da música e a participação em filmes.

Transformar o Brasil é tarefa muito maior que jogar frases motivacionais ao vento ou disparar piadas pelo smartphone

“Pós-verdade”, expressão eleita como “Palavra do Ano 2016” pelo Dicionário Oxford, é definida como “momento em que os fatos objetivos são menos influentes do que as emoções e as crenças pessoais na modelagem da opinião pública”. Ou seja, é a situação na qual os debates políticos se transformam em discussões emocionais, não importando tanto a realidade concreta. Se algo aparenta ser verdade, na prática se torna uma verdade, é mais importante que a verdade. Para o crescimento dos oportunistas políticos, há um vetor fundamental: o advento das mídias digitais.

As novas plataformas fragmentam de tal modo o conhecimento, os dados e as percepções que viabilizam o crescimento das “pós-verdade” e da política “pós-factual”. Ou seja, debates políticos menos atrelados aos fatos e mais ligados aos achismos, circunstâncias efêmeras, falta de rigor estatístico. De repente todos os brasileiros se julgam experts em assuntos políticos e econômicos.

Conversar sobre achismos é destruir a realidade das questões políticas e criar uma ficção que nos agrade. Os cidadãos passam a cercar-se e munir-se apenas das informações, opiniões e “narrativas” que lhes soem melhor aos ouvidos. As “guerras de narrativas” na verdade aniquilam a possibilidade de diálogos produtivos, pois são monólogos simultâneos. Por definição, sem diálogo não existe política ou democracia. Sociedades sem diálogos e consensos caminham para um ambiente de imposições, em que a legalidade, a racionalidade e o amor evaporam.

Conversar sobre achismos é destruir a realidade das questões políticas e criar uma ficção que nos agrade.

O acirramento do debate político brasileiro contribui para o clima de irracionalidade, e a irracionalidade colabora para imposições e ilegitimidades. Debater ideias, propostas e caminhos para o país é o cerne da democracia, sistema político que se distingue justamente por ter a participação do povo nas decisões.

Generalizações baratas em nada contribuem para elucidar os impasses sociais do Brasil. É urgente o retorno à mesa da razão, do debate responsável de ideias. Diante da inaptidão das antigas ideologias em apontar caminhos, da falência ética de velhos líderes políticos, do vasto alcance da corrupção, da ausência de líderes cívicos é urgente retornarmos ao uso público da razão. É preciso sair de labirintos desnecessários. Precisamos de mais sal, não de mais ácido.

Quem vigia os vigilantes? Quem lava a Lava Jato? Quem governa os governantes? A resposta na democracia brasileira é: o povo brasileiro.

Diálogos com menos estômago e mais cérebro. Transformar o Brasil é tarefa muito maior que jogar frases motivacionais ao vento ou disparar piadas pelo smartphone. A nação é muito maior que hashtags. É preciso ir além de hipóteses intermináveis, precisamos de sínteses. Mas precisamos de ações respaldadas pelo equilíbrio da reflexão intelectiva e solidez da pesquisa científica. Maturidade e equilíbrio são palavras que deveríamos ter em mente. Existem famílias brasileiras morrendo de fome, de sede e por violência. Momentos de instabilidade política são períodos onde o diálogo lúcido e constante é necessário. Quem vigia os vigilantes? Quem lava a Lava Jato? Quem governa os governantes? A resposta na democracia brasileira é: o povo brasileiro.


Davi Lago é mestre em Teoria do Direito e graduado em Direito pela PUC/MG. Ensaísta do Estado da Arte/O Estado de S. Paulo. Pastor batista

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Davi Lago e Leonardo Gonçalves: a crise e a oportunidade de fazer diferente

Para Davi Lago e o cantor Leonardo Gonçalves, simplicidade, solidariedade e amor são ingredientes fundamentais para vencer a crise

Devocional Diário: o alimento da fé cristã

A oração e o constante estudo da Palavra são fundamentos para o crescimento espiritual de cada cristão

O “santo” dos crentes

A veneração aos santos da cultura católica, tão criticada pela Igreja evangélica, agora “brota” no meio dos crentes que criam seus “ídolos”, abandonando a...

Protesto: Igrejas incendiadas no Chile; Veja vídeo!

Quando a cúpula da pequena igreja da Assunção pegou fogo, após o desabamento da estrutura, vários manifestantes comemoraram. Saiba mais!

Diretor corporativo do Flamengo, Billy Pinheiro, no Conexão de hoje

O tema do programa Conexão Empreendedora de hoje será "Os princípios do Reino de Deus sobre finanças". Saiba mais!

Semana dos manuscritos do Mar Morto; Saiba mais!

Arqueólogos e especialistas vão apresentar um dos mais impactantes achados da humanidade, na semana dos manuscritos do Mar Morto. Evento, que começa nesta segunda,19, é gratuito!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Semana dos manuscritos do Mar Morto; Saiba mais!

Arqueólogos e especialistas vão apresentar um dos mais impactantes achados da humanidade, na semana dos manuscritos do Mar Morto. Evento, que começa nesta segunda,19, é gratuito!

Live Solidária “Um Com Eles” em Libras

A live solidária, realizada pela Portas Abertas, será transmitida pelo Facebook, e estará acessível a todos que entendem a língua brasileira de sinais. Saiba mais!

Desafio Superação em corrida virtual; É neste domingo, 18

Em alusão ao Outubro Rosa, o Desafio Superação vai mobilizar mulheres cristãs de todo o Brasil em prol da saúde. Saiba mais!

Vovô Raul Gil recebe artistas gospel em live; Saiba mais

A live gospel do Vovô Raul Gil será no dia 21 de outubro e vai reunir personalidades e artistas evangélicos. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Kemuel fará reality; Novidade será anunciada em live

Isadora Pompeo, Rebeca Carvalho, Sarah Beatriz, Neil Barreto, Felipe Vilela e Pyero Tavolazzi são alguns dos convidados da live com Kemuell neste domingo, 25

Discos de platina e platina triplo para Davi Sacer

om milhões de plays, o cantor e compositor recebe premiações durante a gravação do seu novo projeto no Rio de Janeiro (RJ)

Sucesso no Brasil, Deezer gospel celebra quatro anos

Lives com artistas acontecem durante o mês como parte da comemoração de aniversário. Saiba mais!

“40 Dias – Milagre Da Vida”: impacto e esperança

Pastores e líderes de diversos lugares do país, mobilizaram pessoas de suas igrejas, amigos e familiares para conferirem no cinema a história impactante de Abby Johnson