“Quero levar as notícias de Deus até o último dia da minha vida”

Foto: Reprodução

Essa é a vontade do locutor e apresentador Cid Moreira, que falou durante uma entrevista sobre sua alegria de passar dos 90 anos de idade, compartilhando a mensagem do Evangelho

O ícone da TV brasileira, Cid Moreira abriu seu coração durante entrevista ao programa “Nova Talk”, do pastor e apresentador Maurício Fragale. Ao lado da esposa, Fátima Sampaio, Cid falou de sua infância, carreira e da alegria de ter gravado a Bíblia (inteira e em trechos).

“Só Deus que pode explicar. Eu não consigo. Aquele cara que nunca imaginou chegar aonde eu cheguei, tímido…”, declarou. Cid Moreira tornou conhecido como “A Voz do Brasil”, após décadas de profissão. O vídeo da entrevista será divulgado em breve.

Trajetória

Cid contou que sua paixão pela Bíblia vem desde pequeno. “A ideia nasceu quando eu tinha 10, 11 anos. Quando eu aprendi a ler, a família acabava de almoçar, ia para o quintal e ficava conversando. Eu pegava a Bíblia, chegava lá e, nem sei porquê, lia frases de Provérbios”, contou.

Posteriormente, a ideia de aliar seu talento à proclamação do Evangelho amadureceu à medida que ele ganhava espaço nos programas de TV onde trabalhava.

“No Fantástico, sempre no final do programa, eu fazia uma mensagem baseada em um texto, em uma matéria veiculada no prorama. E aquilo ali me deu outra dimensão. E então, alguém me convidou para narrar [a Bíblia]”, explicou.

Desafio

Para Cid, gravar a leitura da Bíblia é, na verdade, um grande desafio. “O locutor, preocupado com voz e articulação, foge do status de um ator, que imprime o que ele está sentindo. O locutor fica preocupado com que os outros entendam o que ele está falando. Para você desvincular isso da sua mente leva muito tempo. Não é assim de estalo. Muita gente não consegue”, disse.

Desde que saiu da TV Cid investiu em projetos bíblicos. Gravou a bíblia na íntegra com a Sociedade Bíblica do Brasil, que fez sucesso. “Vai ficar muito longo, não vai vender’. Então eu abracei a ideia e corri atrás. Em seis anos eu consegui realizar esse trabalho”, contou.

Cid Moreira também destacou a satisfação que é passar dos 90 anos de idade, compartilhando o Evangelho. E como Deus o tem sustentado. “A partir de agora eu quero levar o Evangelho, as notícias de Deus até o última dia da minha vida. E é o que eu estou fazendo. Com a ajuda de Deus, estou sentindo esta força imensurável”, afirmou.


leia mais

O desabafo de Cid Moreira: “Deus existe”
De musa do carnaval para os púlpitos da Igreja
“Sou um novo cara, transformado por Deus”