22.1 C
Vitória
terça-feira, 23 abril 2024

China promete reprimir ‘forças hostis’ após manifestações contra covid-zero

china_Comunhão
Declaração serve como lembrete da determinação em reprimir manifestações, embora não as cite diretamente os protestos contra a Covid-zero - Foto: Isac Nóbrega/PR

Declaração serve como lembrete da determinação em reprimir manifestações, embora não as cite diretamente os protestos contra a Covid-zero

O Partido Comunista da China prometeu “reprimir de forma resoluta atividades de infiltração e sabotagem por forças hostis”, após uma recente onda de manifestações de rua, as maiores em décadas, protagonizadas por cidadãos fartos com as severas medidas da política de covid zero implementada pelo governo do país.

Divulgado no fim da terça-feira (29), o comunicado da Comissão Central de Assuntos Políticos e Jurídicos vem em meio a uma demonstração maciça de força dos serviços de segurança para evitar uma reedição dos protestos contra a política anticovid, que eclodiram no fim de semana em Pequim, Xangai, Guangzhou e várias outras cidades.

Os protestos do fim de semana foram deflagrados por indignação com as mortes de ao menos 10 pessoas durante um incêndio ocorrido no extremo oeste da China, no último dia 24, num episódio que gerou questionamentos online sobre se restrições anticovid teriam impedido vítimas de escapar do fogo ou bombeiros de apagar as chamas.

Embora não mencione as manifestações diretamente, a declaração serve como lembrete da determinação do Partido de fazer com que suas regras sejam cumpridas.

- Continua após a publicidade -

Com informações de Agência Estado e Associated Press

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -