27.7 C
Vitória
sexta-feira, 12 abril 2024

Charles Leclerc prevê ‘ressurgimento’ na Ferrari após pausa

Charles Leclerc prevê 'ressurgimento' na Ferrari após pausa de quase um mês - Foto: Charles Leclerc / @Charles_Leclerc
Charles Leclerc prevê 'ressurgimento' na Ferrari após pausa de quase um mês - Foto: Charles Leclerc / @Charles_Leclerc

Diferentemente de 2022, quando largou com duas vitórias e um segundo lugar, 2023 vem sendo bastante frustrante para Leclerc

A parada de quase um mês na temporada da Fórmula 1 em abril pode ser bastante benéfica à Ferrari. Depois de início bastante frustrante em 2023, Charles Leclerc celebrou o tempo sem corridas e acredita que será vital para a escuderia italiana se ajustar para um “ressurgimento” já no GP do Azerbaijão, dia 30, no circuito de Baku.

“Acho que na situação em que estamos como equipe, aproveitamos como uma oportunidade para trabalhar o máximo possível durante esse intervalo, a fim de obter atualizações o mais rápido possível e ser o mais competitivo que queremos no reinício desta temporada”, afirmou o monegasco.

“Ainda é uma temporada muito, muito longa. Estamos totalmente motivados para voltar ao topo e vamos tentar usar essas semanas da melhor maneira possível.”

Diferentemente de 2022, quando largou com duas vitórias e um segundo lugar, 2023 vem sendo bastante frustrante para o piloto da Ferrari, somente o 10º na classificação de pilotos, com somente seis pontos graças ao 7º lugar na Arábia Saudita, depois de sofrer uma falha técnica no Bahrein e também abandonar na Austrália após colisão com Lance Stroll, da Aston Martin.

- Continua após a publicidade -

“Conhecemos a história do ano passado e agora é focar no que podemos fazer de bom para melhorar e voltar ao nível deles (Red Bull). Sabemos onde precisamos trabalhar e agora é só fazer acontecer”, afirmou.

Sobre o que é preciso melhorar, foi direto: “Honestamente, é apenas para tentar ter um carro mais sólido em todas as condições”, disse. “Parece que estamos muito bem em termos de classificação sempre que o pico de aderência está presente, mas sempre que perdemos um pouco de aderência na corrida, começa a ser muito, muito difícil. E parece que perdemos bastante tempo de desempenho, então nisso precisamos trabalhar.”

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -