Neto revela ter clamado a Deus na queda de avião da Chapecoense

“Eu me lembro das minhas últimas palavras naquele avião. Eu estava orando, orando, orando em voz alta. Quando eu vi que a gente estava caindo mesmo… ", disse o jogador

Os três jogadores da Chapecoense que sobreviveram à queda do avião em dezembro do ano passado gravaram depoimento para documentário.

O zagueiro Neto revelou ter clamado a Deus quando percebeu que a aeronave estava prestes a cair. “Deus estava comigo o tempo todo”, afirmou o jogador, que é evangélico e havia sonhado com o acidente antes da viagem.

Os momentos que antecederam a queda foram surreais, segundo Neto. “O avião desligou. A força caiu completamente. Eu estava acordado, e o avião caiu dos céus. Estava além de nossa compreensão como humanos.”

O documentário, produzido pela produtora The Players Tribune, traz depoimentos dos demais sobreviventes, porém a ênfase na fé ficou a cargo do zagueiro, que foi muito claro ao dizer que seu desespero o levou a clamar a Deus por misericórdia.

“Eu me lembro das minhas últimas palavras naquele avião. Eu estava orando, orando, orando em voz alta. Quando eu vi que a gente estava caindo mesmo… eu disse: ‘Jesus, Jesus, eu li na Bíblia que Tu fez um monte de milagres. Nos ajuda. Tem misericórdia da gente. Jesus, olha pra gente. Tem misericórdia. Nos ajuda. Tu é o piloto desse avião”, contou.

“Mesmo orando a um Deus tão poderoso, vendo aquela situação com os olhos humanos, eu sabia que era impossível [evitar a tragédia]. Meu último e único recurso era a oração. Então ficou tudo escuro”, disse, contando as últimas memórias que tem de antes do impacto.

O sonho

“Eu sonhei que iria acontecer. Poucos dias antes de nós partirmos para a primeira das finais da Copa Sulamericana na Colômbia, eu tive um pesadelo terrível”, contou Neto. Dias após o acidente, sua esposa já havia revelado o sonho do marido durante uma entrevista.

“Quando eu acordei, contei para a minha mulher que [sonhei que] estava em um acidente de avião. Eu estava na aeronave à noite e chovia bastante. Então o avião desligou. E caiu dos céus. Mas, de alguma forma, eu consegui me levantar dos destroços. Eu saí e estava numa montanha à noite. Estava tudo escuro. É tudo que eu me lembrei”, recapitulou o jogador.

Neto disse que esse sonho o perturbou a ponto de fazê-lo passar uma noite em claro: “No dia da viagem para o jogo final, eu não consegui tirar o pesadelo da minha cabeça. O sonho era tão vívido. Estava martelando na minha mente”, relembrou.

“Eu enviei uma mensagem para a minha mulher do avião. Eu disse a ela para orar a Deus e pedir para Ele me proteger daquele pesadelo. Eu não queria acreditar que aquilo iria acontecer. Mas eu pedi para que ela orasse por mim […] Então eu vi todas as coisas daquele sonho se tornarem realidade.”