26.8 C
Vitória
segunda-feira, 6 julho, 2020

EUA: Pastores aprovam união homo afetiva

Mais lidas

Coronavírus deixa 73 países em risco de escassez de remédios para HIV

A incapacidade dos fornecedores de entregarem os antirretrovirais dentro do prazo e a paralisação dos serviços de transportes terrestre e aéreo estão entre as causas

Estudantes com Fies podem suspender parcelas no BB a partir de hoje

A manifestação pode ser feita pelo app BB. Saiba mais! 

Governo amplia vetos na lei que torna obrigatório o uso de máscara

Artigos da lei foram republicados no Diário Oficial de hoje. Saiba mais! 

Planejamento e pesquisa ajudam microempresa a ter crédito na pandemia

Cooperativas, fintechs e empresas individuais emprestam a juros baixos. Saiba mais!

Segundo estudo da LifeWay Research, o número de pastores nos EUA que apoiam a união homo afetiva cresceu

Um novo estudo da LifeWay Research revelou um dado interessante e ao mesmo tempo preocupante. Nos EUA cresceu o número de pastores que aprovam a união homo afetiva. Apesar de a maioria ainda apoiar a instituição família e o casamento entre homem e mulher como ensina a Bíblia.

Apenas cerca de 8% dos pastores dizem que não têm problemas com o casamento entre pessoas do mesmo sexo. E sua porcentagem permanece a mesma desde 2010, de acordo com esta nova pesquisa. No entanto, o apoio entre os principais pastores, para o casamento entre pessoas do mesmo sexo saltou de um terço (32%) em 2010 para quase metade (47%) em 2020.

A pesquisa

O estudo sugere que os pastores presbiterianos ou reformados (49%), metodistas (47%), luteranos (35%) e os da Igreja de Cristo (20%) têm maior probabilidade de não ver nada de errado com o casamento entre pessoas do mesmo sexo do que os Batistas (3%) ou pastores pentecostais (1%).

O estudo também indica que os pastores brancos (27%) têm mais chances de ver nada de errado no casamento entre pessoas do mesmo sexo do que os pastores afro-americanos (15%) ou pastores de outras etnias (6%).

Além disso, sugere que aqueles com doutorado (27%) ou mestrado (32%) têm maior probabilidade de apoiar o casamento entre pessoas do mesmo sexo do que os pastores com um diploma de bacharel (9%) ou sem diploma (6%).

Os resultados da pesquisa também mostram que os pastores de igrejas com menos de 50 participantes (33%) são mais propensos a apoiar o casamento entre pessoas do mesmo sexo do que aqueles em igrejas com 100 ou mais participantes (19%).

Tradição denominacional

Scott McConnell, diretor executivo da LifeWay Research, diz que os dados devem ser interpretados com cautela. “A estabilidade na visão dos pastores evangélicos significa que não houve crescimento na aceitação do casamento entre pessoas do mesmo sexo entre eles ou que os pastores que não têm mais reservas morais sobre ele não se identificam mais como evangélicos”, afirma.

Segundo McConnel, o movimento que se vê entre as opiniões dos pastores sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo tem menos a ver com a tradição denominacional do que a visão da Bíblia.

“Um distintivo evangélico é a autoridade suprema que a Bíblia tem sobre as crenças, apesar de mudar as perspectivas culturais. Não é surpreendente, então, que pastores de diferentes denominações continuem a ver o casamento entre pessoas do mesmo sexo como errado por essas lentes”, explicou.

Divisão na igreja

No mês passado, os líderes da Igreja Metodista Unida propuseram um plano que dividiria formalmente a denominação após anos de divisão sobre clérigos LGBT não celibatários e casamento entre pessoas do mesmo sexo. A ideia era a formação de uma nova denominação para os metodistas que mantêm um entendimento bíblico do casamento e sexualidade.

No geral, 24% dos pastores dizem que não veem nada errado com duas pessoas do mesmo sexo se casando – acima dos 20% em 2018 e 15% em 2010, de acordo com a LifeWay. E 72% dos pastores discordam e 67% discordam totalmente.

“Mais de quatro anos após a Suprema Corte legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todos os 50 estados, a maioria dos pastores ainda vê um problema moral com isso. Mais pastores são protetores do próprio casamento, mas as uniões civis legais também são vistas como erradas pela maioria dos pastores”, disse McConnell.

Sobre o casamento instituído por Deus

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Kanye West anuncia nova música de trabalho com temática gospel

Em um vídeo curto Kanye West divulgou detalhes da melodia da canção "Wash Us In The Blood" (Lava-nos no Sangue)

Enciclopédia dos adventistas em formato digital

Enciclopédia é fruto de um trabalho de dezenas de profissionais em várias partes do mundo e inclui material sobre pioneiros adventistas na América do Sul

Juliano Son canta “Nada mudou”, do EP Tudo Novo

Canção é o quinto e último single do projeto musical Tudo Novo, de Juliano Son

Kemuel e o fenômeno da música “Algo Novo”

Com quase cinco milhões de vies no Youtube, "Algo Novo", tem impactado a vida de muita gente e diversos testemunhos de cura