17.1 C
Vitória
segunda-feira, 27 junho 2022

Casal indiano processa filho único por não ter netos

Khadija Yousaf/Unsplash

Sadhana e Sanjeev Prasad entraram com uma petição pedindo 50 milhões de rúpias indianas (cerca de R$ 3,2 milhões) em danos

Um casal na Índia está processando o filho e a nora por não lhes dar netos após seis anos de casamento. Sadhana e Sanjeev Prasad, que moram em Haridwar, uma cidade no Norte do estado de Uttarakhand, entraram com uma petição neste mês pedindo 50 milhões de rúpias indianas (cerca de US$ 643.000 ou R$ 3,2 milhões) em danos de seu filho, 35, e sua esposa, 31.

Na petição, o casal afirma que gastou cerca de 20 milhões de rúpias indianas (cerca de US$ 257.000) criando seu filho, que é filho único. “Eles o criaram, o educaram, o tornaram capaz, o tornaram um piloto – o que era caro”, disse o representante legal do casal, Arvind Srivastava, na segunda-feira (16).

“Eles veem as pessoas do bairro brincando com seus netos e sentem que também deveriam ter um. Eles disseram que não casaram (o filho e a nora) para que pudessem morar sozinhos… Então eles disseram que no próximo ano, ou nos dão um neto ou nos dão uma indenização”.

Srivastava disse que à medida que o casal envelhece, “não há ninguém para cuidar deles” e que “todos os pais desejam ser avós um dia”. De acordo com a petição, os Prasads também compraram um carro para o filho e a nora e pagaram a lua de mel.

O processo visa principalmente o filho e a nora – mas a petição também lista queixas contra a família da nora.

Embora esse tipo de ação seja raro, o tema da obrigação familiar há muito é controverso na Índia, onde manter a linhagem familiar e cuidar de pais idosos e sogros é muitas vezes visto como um dever filial.

Às vezes, também é um dever legal: os pais podem reivindicar um subsídio mensal de seus filhos adultos sob uma lei federal que visa proteger pais e idosos que podem não conseguir cuidar de si mesmos.

Vários casos relacionados foram manchetes na Índia nos últimos anos, como uma disputa familiar sobre os subsídios mensais em 2020 que culminou com um juiz da Suprema Corte dizendo aos filhos envolvidos: “Não se esqueçam, vocês são tudo por causa de (seu pai)”.

Com informações da CNN Brasil

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se