22.1 C
Vitória
domingo, 5 dezembro 2021

Após 44 anos, casal de missionários deixa o Brasil

O casal de missionários Ken e Diane Kudo, deixou o Brasil depois de 44 anos para um novo projeto nos EUA. Despedida foi no início do mês, em SP, por ocasião dos 53 anos de atividades do Sepal em solo brasileiro

Depois de 44 anos cumprindo o ide em terras brasileiras, o casal de missionários, Ken e Diane Kudo deixaram o Brasil. Eles vão iniciar um projeto de capacitação de lideranças nos Estados Unidos. A cerimônia de despedida foi no início do mês, na Igreja Batista do Morumbi, em SP por ocasião dos 53 anos de atividades da Sepal no Brasil.

O evento contou com a presença de Marcos Prudêncio, diretor executivo da Sepal, Jairton Melo, presidente do Conselho de Governança da missão, Humberto Aragão, pastor da área de Expansão Global da IBMorumbi, Renato Cobra Castro, pastor sênior da Igreja Batista Borda do Campo, missionários, integrantes da Sepal e convidados.

Durante a cerimônia, foram relembrados importantes marcos da atuação da Sepal em solo brasileiro e dada especial ênfase ao frutífero ministério do casal Kudo, integrantes da instituição há mais de 40 anos, parte da geração de missionários americanos que chegaram ao país em meados da década de 1970.

Dedicação a obra missionária

O casal sempre foi dedicado às missões transculturais brasileiras. Dentre os trabalhados que Ken e Diane realizaram ao longo das últimas quatro décadas, destacam-se o desenvolvimento e o discipulado de pastores e líderes, a criação da Missão Avante. Agência enviadora de missionários brasileiros para o exterior, e a fundação da Igreja Novo Rumo, voltada para a comunidade japonesa em SP.

Lá, Ken exerce o pastorado e Diane atua na área de aconselhamento. Desde 1976, ano em que chegaram ao Brasil, ambos têm influenciado centenas de líderes.Ao falar acerca do relacionamento com Ken Kudo, seu mentor e amigo há mais de 30 anos, Oswaldo Prado destacou o fervor do missionário pela proclamação da Palavra de Deus.

“Ken tem a marca de ser um discípulo que deseja, mais do que tudo, ver o evangelho alcançando todos os povos. Quando iniciei o pastorado em uma igreja local em São Paulo, foi ele quem me deu apoio para treinamento de liderança e formação de uma consciência missionária na vida daquela comunidade”, diz.

missionários_despedida-comunhao
Foto: Reprodução/ Sepal

Legado para as futuras gerações

“Ken e Diane são referenciais de dedicação à igreja cristã em nosso país. Seu trabalho sempre foi marcado pelo serviço ao povo e pela perseverança ao lidar com as dificuldades do campo missionário. Ao avançarem para a nova fase nos EUA, deixam como legado incontáveis frutos e o modelo de excelência na obra de Deus”, diz Marcos Prudêncio, diretor executivo da Sepal.

Em sua comovente, mas não menos divertida, palavra de despedida, Diane compartilhou curiosidades engraçadas e dificuldades vividas na chegada ao Brasil. Ao final, deixou uma mensagem à igreja brasileira, destacando a vocação do país quanto ao envio de missionários.

“Não estamos voltando aos EUA. Na verdade, estamos indo! Porque, depois de 44 anos aqui, já não entendemos a língua falada em nossa terra de origem. Estamos indo a uma nação que perdeu o primeiro amor, algo que os brasileiros ainda possuem. Por isso, amigos, peguem o bastão que está à disposição de vocês e corram. Até que um dia, no céu, nos encontremos novamente e contemos toda a história”, concluiu.

*Com informações de Sepal

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se