21.9 C
Vitória
segunda-feira, 21 junho 2021

Casa esperança: um ensaio fotográfico com mães carentes do RJ

O projeto Casa Esperança, que é da Igreja Adventista, atende mais de 2 mil pessoas carentes mensalmente, além de manter um Espaço de Acolhimento Infantil

Por Priscilla Cerqueira 

O último domingo, 9, data em que foi celebrado o Dia das Mães foi especial para um grupo de mães da região central do Rio de Janeiro. É que elas receberam um tratamento todo especial de beleza e ainda participaram de um ensaio fotográfico com os filhos. É o Casa Esperança, da Igreja Adventista, que, além de levar o evangelho, ainda oferece vários serviços sociais para a população em situação de rua.

Para a maioria das mães, participar do ensaio fotográfico foi a primeira oportunidade de fazer um registro profissional com os filhos para guardar para sempre. As mamães também participaram de palestras sobre autocuidado e auto estima.

O projeto sempre procura fazer algo especial por trimestre, então veio a ideia de cuidar das mães neste dia. “Muitas vezes a gente deixa de registrar alguns momentos com os filhos por não estamos nos achando bonitas. E foi pensando nisso que a gente fez a maquiagem e ensaio fotográfico com elas”, descreve Camila Pintor, uma das voluntárias do projeto.

Casa Esperança

O Projeto existe há sete anos e atende famílias carentes e pessoas em situação de rua no centro do Rio. A equipe de voluntários é formada por adultos e jovens, que se dividem a cada final de semana nas atividades. A população tem acesso a serviços médicos, jurídicos, além de refeições e banhos. Desde janeiro, mais de 30 mil pessoas foram atendidas.

Para alguns voluntários, como Ana Pintor, irmã de Camila, participar do projeto é uma gratificação. “Sábado foi tudo de bom! Foi cansativo, mas ver a alegria das mães valeu super a pena! Elas ficaram muito contentes e isso foi tudo de bom! Gostaria de voltar no projeto de vocês e ajudar mais com o que eu puder”, relata Ana.

Juliana tem três filhos no projeto: Richard, Ruan e Maria. Ela ficou emocionada com a ação e o carinho das pessoas. “Me senti muito bem. Gostei do tratamento de vocês, foram muito protetores e carinhosos. De coração, eu amei. Peço a Deus que isso dure muito, muito mais muito mesmo! Que vocês continuem cuidando das crianças”, relata Juliana, que conheceu o projeto neste dia.

Sobre a motivação de fazer tudo isso, Camila responde: “é o amor de Jesus. É a vontade de fazer o mínimo para amenizar a vida dura dessas crianças e oferecer a elas um espaço onde podem ser apenas crianças. Onde possam sorrir, brincar, ser amadas, sentir o amor de Cristo por elas, e se desenvolver de forma saudável, mesmo com as desigualdades da vida”.

Veja a galeria de fotos do ensaio fotográfico

Foto: Notícias Adventistas

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se