25.9 C
Vitória
quarta-feira, 27 outubro 2021

Governo pode obrigar cartão de vacinação em igrejas

O governo do Acre estuda a possibilidade de expedir um decreto obrigando a população a apresentar o cartão de vacinação contra a covid-19. Mais de 257 mil pessoas ainda não tomara a 2ª dose da vacina

Por Priscilla Cerqueira

No Acre, o governador, Gladson Cameli estuda a viabilidade de expedir um decreto que obriga a população a apresentar a cartão de vacinação contra a covid-19 nos estabelecimentos públicos, comerciais e religiosos – inclusive as igrejas – em todo o Estado.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a medida ainda é estudada já que mais de 257 mil pessoas ainda não tomaram a segunda dose da vacina. Estima-se que mais de 200 mil pessoas ainda não tomaram nem mesmo a primeira dose nos 22 municípios.

Atualmente, o Acre tem cerca de 318 mil doses disponíveis, o suficiente para cobrir a taxa vacinal das pessoas que têm de tomar a segunda dose, e de outras 60.700 que ainda não receberam a primeira.

O levantamento do Programa Nacional de Imunização, o PNI, da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) mostra que ao menos 1.028.380 doses da vacina já foram distribuídas no estado até agora, entre os 22 municípios.

Justificativa para o decreto

Segundo informações do site AC24 horas, o governo justifica a possibilidade do decreto alegando a lentidão na imunização por parte dos municípios. O governo leva em conta um dispositivo semelhante que está sendo usado na prefeitura do Rio de Janeiro.

Lá, a apresentação do comprovante de imunização é exigida em estabelecimentos e locais de uso coletivo. A vacinação também será condicionante para que as pessoas sejam submetidas a cirurgias eletivas nas redes pública e privada de saúde. São ações para exigir que as pessoas vacinem contra a covid-19.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se