De novo Cármen Lúcia na presidência do Brasil

Presidente Michel Temer transmite o cargo para a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia quando viajou para o Peru, em abril. Foto: Agência Brasil

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) vai assumir o cargo por 12 horas.

Pela segunda vez a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, irá a assumir a Presidência da República. É que o presidente Michel Temer viajará, na próxima segunda-feira (18), ao Paraguai para participar da cúpula do Mercosul. E por isso a ministra ficará no cargo provisoriamente, por 12 horas.

Cárnem Lúcia é a terceira na linha sucessória para o cargo. Como não há vice-presidente, o próximo é o presidente da Câmara dos Deputados. Depois dele o presidente do Senado. Porém, a legislação eleitoral impede a candidatura de ocupantes de cargos no Executivo nos seis meses que antecedem as eleições.

Tanto o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ),quanto o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), irão viajar no fim de semana. E só retorna, na terça-feira (19).

Esta é a segunda vez que Cármen Lúcia assume a presidência da república nesse período pré-eleitoral. Em abril, ela ocupou o cargo durante uma viagem de Michel Temer ao Peru, para a 8ª Cúpula das Américas. Dessa vez, a viagem será para o encontro dos Chefes de Estado do Mercosul, que será na segunda (18).

Antes de Cármen Lúcia, o último presidente do STF e assumir a Presidência da República foi Ricardo Lewandowski, em 2014. À época, a presidente Dilma Rousseff foi aos Estados Unidos e o vice Michel Temer ao Uruguai. Os então presidentes da Câmara e do Senado, Henrique Alves (MDB-RN) e Renan Calheiros (MDB-AL) não assumiram o posto porque alegaram impossibilidades eleitorais.

*Com informações da Agência Brasil 


Leia mais

Cármen Lúcia assume a Presidência da República