Partidos lançam 14 candidatos à Presidência da República

Candidatos disputam pelo posto mais alto do país. Foto: Reprodução

O prazo para oficialização das candidaturas à Presidência da República encerra nesta segunda-feira (6)

Nesta segunda-feira (6) encerra o prazo para os partidos oficializarem os candidatos que disputarão a Presidência da República. Até o presente momento, 14 candidatos estão confirmados, de acordo com a Justiça Eleitoral.

Segundo a Agência Brasil, o prazo para registro dos candidatos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) termina no dia 15 de agosto, as 19h. Já o Ministério Público Eleitoral (MPE) será responsável por receber os registros de candidatos, partido político ou coligação que desejem impugnar o registro do adversário político.

Caberá ao presidente do TSE julgar os registros dos representantes que apresentarem argumentos jurídicos contra o registro da candidatura, como algum impedimento legal previsto na Lei da Ficha Lima que gere uma inelegibilidade.

A propaganda eleitoral por meio de carros de som, comícios e internet está liberada a partir do dia 16 deste mês. A população irá às urnas no dia 7 de outubro e o segundo turno está previsto para o dia 28 de outubro.

FERNANDO HADDAD

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad foi anunciado nesse domingo (5) como vice na chapa que tem o ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva como candidato à Presidência. Como Lula pode não se eleger por conta da Lei de Ficha Limpa, o partido precisou de um “plano B” para que pudesse se manter na corrida eleitoral.

Foto: Ricardo Stuckert

Desta forma, Haddad assume a candidatura para “representar” Lula até a situação do petista ser juridicamente resolvida. Além disso, o PCdoB retirou a candidatura de Manuela D’Ávila, que será a vice de Haddad, caso Lula não possa disputar as eleições.

O partido comunista aceitou o acordo desde que o PT cumpra a promessa de que Manuela esteja na coligação até o final do prazo estabelecido pelo TSE.

CONFIRA QUEM ESTÁ NA DISPUTA PELA PRESIDÊNCIA

Álvaro Dias (Podemos)
O senador Álvaro Dias teve a candidatura oficializada em Curitiba, durante convenção nacional do partido. Em sua chapa terá o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro.

Cabo Daciolo (Patriota)
O deputado federal Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, o Cabo Daciolo, teve sua candidatura oficializada no município de Barrinha, no interior de São Paulo. A candidata a vice é a pedagoda Suelene Balduino Nascimento, 23 anos, do mesmo partido.

Foto: Reprodução

Ciro Gomes (PDT)
O cearense Ciro Gomes concorrerá pela terceira vez à Presidência. Renunciou ao cargo de governador, em 1994, para assumir o Ministério da Fazenda, no governo Itamar Franco (1992-1994). Também foi ministro da Integração Nacional de 2003 a 2006, no governo do ex-presidente Lula.

Geraldo Alckmin (PSDB)
No sábado (4), o PSDB confirmou a candidatura do presidente do partido e ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, à Presidência da República nas eleições de outubro. A senadora Ana Amélia (PP-RS) é a vice na chapa.

Guilherme Boulos (PSOL)
O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores SemTeto (MTST), Guilherme Boulos, foi lançado no dia 21 de julho como candidato à Presidência da República pelo PSOL. A representante do povo indígena, Sônia Guajajara, será a vice-presidente. 

Henrique Meirelles (MDB)
O ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, teve a candidatura confirmada no dia 2 de agosto. O partido informou que Germano Rigotto, ex-governador do Rio Grande do Sul, será o vice na chapa.

Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Jair Bolsonaro (PSL)
O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ), 63 anos, foi confirmado, no dia 22 de julho, como o candidato à Presidência da República nas eleições deste ano pelo PSL. O vice é o general Hamilton Mourão, do PRTB.

João Amoêdo (Partido Novo)
João Dionisio Amoêdo também teve sua candidatura oficializada durante convenção na capital paulista, no sábado (4). O cientista político Christian Lohbauer foi escolhido como candidato à vice-presidente.

João Goulart Filho (PPL)
O filho do ex-presidente João Goulart, o Jango, que teve mandato presidencial, de 1961 a 1964, interrompido pela ditadura militar, será o candidato do PPL. O candidato a vice é Léo Alves, professor da Universidade Católica de Brasília.

José Maria Eymael (DC)
No dia 28 de julho, o candidato dos Democratas foi oficializado como candidato à Presidência durante convenção em São Paulo. O pastor da Assembleia de Deus, Helvio Costa, foi oficializado como vice-presidente.

Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
No sábado (4), o nome de Luiz Inácio Lula da Silva para ser o candidato à Presidência da República foi anunciado com muita alegria pelo PT. Entretanto, o petista está preso desde 7 de abril na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba, após ter sido condenado em segunda instância no caso do triplex de Guarujá.

Foto: Sergio Lima / AFP

Marina Silva (Rede)
O nome de Marina Silva foi confirmado no sábado (4), na primeira convenção nacional da Rede Sustentabilidade. O candidato à vice na chapa, o médico sanitarista, Eduardo Jorge, do Partido Verde (PV).

Vera Lúcia (PSTU)
Outro nome oficializado é Vera Lúcia pelo PSTU. No dia 20 de julho, a candidatura de Vera à Presidência da República ocorreu na quadra do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, na zona leste de São Paulo. Hertz Dias foi lançado como vice na chapa.


Leia mais

Liberada a “vaquinha virtual” para pré-candidatos
Brasileiros preferem candidatos que creem em Deus
Ministro diz que TSE será inflexível com candidatos ficha-suja