22.1 C
Vitória
terça-feira, 5 julho 2022

Campanha para combater o trabalho escravo no Brasil

Trabalho-escravo
Foto: Reprodução

Nos últimos 25 anos, mais de 53 mil pessoas foram resgatadas em território brasileiro. Combater o trabalho escravo no Brasil é tema de campanha do InPACTO. Saiba mais!

Por Priscilla Cerqueira

Nesta quinta-feira, 28, é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo no Brasil. Nos últimos 25 anos, mais de 53 mil pessoas foram resgatadas em território brasileiro.

E o InPACTO (Instituto do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo) lançou uma campanha sobre prevenção e combate ao trabalho escravo, em virtude de data alusiva ao tema instituída em 2009.

O objetivo é ampliar o conhecimento da sociedade civil a respeito, por meio de vídeos e peças de comunicação nas redes sociais. Saiba mais aqui!

Triste realidade brasileira

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho, mais de 40 milhões de pessoas foram submetidas à escravidão moderna em 2016 em todo o planeta. E a situação é ainda pior para as mulheres. De acordo com o estudo, 71% das vítimas são do sexo feminino, enquanto 29% são homens.

Para Mércia Silva, os números seguem altos porque quem pratica esse crime ainda pensa na impunidade. E aqui no Brasil, ainda há falta de condições adequadas para fiscalizar as ações ilegais.

“Mas sempre vai ter alguém que acredita que tirar vantagem sobre o outro faz parte do jogo pessoal. Daquele jogo mesquinho de tirar vantagens, de ficar rico de forma ilícita e apostas na impunidade. Esse é um erro muito grande que o Brasil tem não só na questão do ambiente de trabalho, mas em vários outros lugares há a aposta na impunidade, lentidão e privilégio de ser uma elite intocada”.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se