26.3 C
Vitória
sábado, 10 abril 2021

Câmara encerra votações sem analisar retorno das comissões e do Conselho de Ética

Mais cedo, os deputados aprovaram duas medidas provisórias sobre créditos extraordinários. Uma delas, a MP 969, liberou R$ 15,5 bilhões para o Ministério da Saúde

Por Camila Turtelli (AE)

Deputados encerraram as votações desta quarta-feira, 9, sem analisar a autorização para a volta das Comissões de Constituição e Justiça, de Finanças e Tributação, e de Fiscalização Financeira e Controle, além do Conselho de Ética

Como mostrou mais cedo o Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado , não havia acordo com os partidos de oposição para aprovar a resolução. Devido ao calendário das convenções partidárias, não deve haver mais sessões nesta semana e o assunto deve ficar apenas para a semana que vem.

A sessão ainda segue, mas só com os discursos parlamentares. Mais cedo, os deputados aprovaram duas medidas provisórias sobre créditos extraordinários. Uma delas, a MP 969, liberou R$ 15,5 bilhões para o Ministério da Saúde, para enfrentamento à pandemia da covid-19. A autorização para esses gastos segue para análise do Senado Federal.

A segunda foi a MP 967, que destina crédito extraordinário de R$ 5,566 bilhões para ações de combate à pandemia do novo coronavírus.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se