25.5 C
Vitória
sexta-feira, 19 abril 2024

Calderano é tetracampeão do Pan de Tênis de Mesa

Calderano é tetracampeão do Pan de Tênis de Mesa, Bruna Takahashi leva duas pratas e um bronze - Foto: © WTT/Divulgação/Direitos Reservados
Calderano é tetracampeão do Pan de Tênis de Mesa, Bruna Takahashi leva duas pratas e um bronze - Foto: © WTT/Divulgação/Direitos Reservados

Faltava somente mais um game para o brasileiro celebrar seu terceiro título seguido em um Pan

O Brasil fez bonito no Pan-Americano de Tênis de Mesa de Havana, em Cuba, conquistando quatro medalhas. Quinto do ranking mundial, Hugo Calderano confirmou o favoritismo no individual, ganhando seu quarto ouro, o terceiro seguido na história da competição. Bruna Takahashi mostrou o motivo de ser a número 1 do País ao subir no pódio três vezes. Ela levou a prata no individual e nas duplas mistas, além do bronze nas duplas femininas.

Calderano chegou à final com enorme moral diante do chileno Nicolas Burgos após ganhar os dois jogos do dia, um deles em vingança do Mundial. E foi logo abrindo vantagem com 11/4 e 11/8 O rival ameaçou reação, mas com bela virada no fim, mais um game verde e amarelo, com 13 a 11.

Faltava somente mais um game para o brasileiro celebrar seu terceiro título seguido em um Pan. Ele teve a chance em um match point, mas não aproveitou e viu o chileno descontar, com 13/11. A parcial perdida não abalou o brasileiro, que fechou com 11/5.

Calderano abriu o dia com triunfo sobre o paraguaio Marcelo Aguirre, com 11/7, 6/11, 11/1, 8/11, 11/9 e 11/9, se garantindo na semifinal para fazer a revanche com o porto-riquenho Brian Afanador. O oponente o havia eliminado na primeira rodada do Mundial de 2023.

- Continua após a publicidade -

Com sede de vingança, o brasileiro não deu chances ao adversário, avançando à decisão com imponentes 11/8, 11/7, 11/8, 11/13 e 11/7 para buscar seu terceiro título em sequência e o quarto na história dos Pan-Americanos.

Principal mesa-tenista do ranking brasileiro, Bruna Takahashi somou sua terceira prata seguida no individual em Pans. Depois dos vices em 2019 e 2021, ela tinha esperança de desencantar em Havana e fez batalha disputada na final com Amy Wang.

A brasileira começou a final melhor e abriu 2 a 1, com 13/11, 6/11 e 11 a 4. Mas sentiu um pouco o desgaste do dia cheio de jogos e levou a virada, com 11/8 e 12/10 para a rival. Ainda buscou o empate com 11/9 e acabou deixando o título escapar com duro 12/10 para a americana.

Bruna veio de uma forte semifinal contra a também americana Lily Zhang, na qual não tomou conhecimento da oponente, aplicando 11/7, 6/11 e 12/10. No começo do dia, ela também passou bem pelas quartas de final, superando a canadense Mo Zhang por 4 a 2 (5/11, 12/10, 11/8, 11/4, 8/11 e 11/8).

Guilherme Teodoro foi o outro representante do País no masculino Mas acabou eliminado nas quartas de final, em disputa acirrada contra Santiago Lorenzo. O brasileiro caiu por 4 a 3, parciais de 9/11, 11/8, 11/8, 4/11, 11/8, 13/15 e 11/7 para o argentino. No individual feminino, Giulia Takahashi também se despediu nas quartas, diante da americana Amy Wang. A brasileira levou 4 a 1, parciais de 11/6, 11/4, 8/11, 11/7 e 11/3. Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -