Café de Comunhão aborda dificuldades do dia a dia dos pastores

A manhã desta terça-feira foi um marco para pastores de igrejas evangélicas do Estado. Com o tema “Pastor também é Ovelha?”, a Next Editorial promoveu o 4º Café de Comunhão, falando sobre as necessidades da vida dos pastores.

A palavra foi ministrada pelo coordenador do Ministério de Apoio a Pastores e Igrejas (Mapi) da Região Sul e líder estadual de Santa Catarina, pastor Ariovaldo Corrêa, que abordou todas as necessidades e fragilidades que os pastores enfrentam no seu ministério, independente da denominação.

“O pastor não tem que ser solitário, precisa dividir suas angústias, suas necessidades, seus medos com outros pastores que também passam por isso tudo. Esposas sofrem com grandes dificuldades, porque a igreja quer vê-las como modelo e isso pode se tornar um peso. Tudo isso precisa ser compartilhado com quem já passou por essas experiências”, explicou.

Na abertura da palavra, o co-líder do Mapi, pastor Gedimar de Araújo, apresentou dados de uma pesquisa feita com pastores e esposas falando sobre pastoreio e as dificuldades do dia a dia. “O pastor precisa de pastoreio também, para seu ministério ser eficiente precisa de boas equipes pastorais e uma família estruturada”, destacou.

A oração inicial foi feita pelo pastor da Convenção Batista do Espírito Santo, Diego Bravim, logo após os convidados assistiram a um vídeo de apresentação da Agenda Comunhão 2015.

O diretor da Next Editorial e editor-executivo da Revista Comunhão, Mário Fernando Souza, falou sobre os dados da Pesquisa Comunhão 2014, realizada em parceria com a Mercatto Inteligência Competitiva, mostrando principalmente os dados sobre uso de drogas.

“Esses dados são para ajudar vocês a tornarem seus ministérios mais prósperos, para que conheçam melhor as igrejas e o entorno. Todos os domingos tem gente se convertendo nas igrejas das comunidades e é preciso saber lidar com isso, para que se mantenham no caminho de Jesus”, ressaltou.

O café de Comunhão ainda contou com a presença da cantora Alessandra Rangel (ES), que esquentou a plateia com a música “Deus é bom demais” e Maurício Paes (RJ), que emocionou os convidados com a canção “Família Debaixo da Graça”.

“Um Estado que tem o nome de Espírito Santo e a capital com o nome Vitória não dever ser à toa, não é? Esse Estado é maravilhoso!”, afirmou

Houve ainda o sorteio de três relógios oferecidos pela Joalheria Primo, apoiadora do evento. A oração final ficou pode conta do presidente da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD), Kemuel Sotero Pinheiro.

Compartilhe

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!