Brasileiro é fuzilado na Indonésia

O brasileiro Marco Archer foi executado neste sábado, na Indonésia, por tráfico de drogas, após ter sido preso em 2003 com 13,4 quilos de cocaína na armação de uma asa delta. A execução foi realizada em uma ilha, a 400 quilômetros de Jacarta, capital da Indonésia e foi cremado.
As cinzas do brasileiro devem ser entregues para a tia, única parente viva. Ele acreditava que seria solto. Em um telefonema a Marcos Prado, um amigo que está preparando um documentário sobre a vida Archer, ele contou sobra sua esperança. “A minha vida não pode acabar dessa maneira. Uma maneira dramática, sendo fuzilado aqui na Indonésia”, disse Marcos em um telefonema.
Outro brasileiro está no corredor da morte. Rodrigo Goularte, um paranaense, também foi preso com seis quilos de cocaína em pranchas de surf em 2004. A previsão do governo da Indonésia é de que o próximo brasileiro seja executado em dois meses.
O governo brasileiro tenta conseguir a liberdade de Goularte assim como fez com Archer, mas o presidente da Indonésia, Joko Widodo, prometeu em sua campanha para a presidência que ia aumentar o cerco contra o tráfico em seu mandato e está cumprindo sua promessa.