24.8 C
Vitória
sábado, 10 abril 2021

Brasil contra o aborto e a favor da família

Brasil e outros 32 países assinaram a Declaração internacional contra o aborto e a favor da família tradicional

O Brasil e os Estados Unidos se juntaram a alguns dos governos mais conservadores do mundo para copatrocionar uma declaração internacional contra o aborto e em defesa da família tradicional. O documento, chamado de Declaração de Genebra, foi assinado nesta quinta-feira (22) em Washington, nos EUA.

O Brasil foi representando pelos ministros Damares Alves, da Pasta da Mulher, e Ernesto Araújo, das Relações Exteriores. “Em nosso pronunciamento defendemos a vida, desde a concepção, e as políticas de defesa da família que têm sido implementadas”, escreveu Damares no Twitter.

O anfitrião da cerimônia virtual, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, disse que a declaração reitera “a importância vital da família como base da sociedade” e que ela reafirma que “não existe direito internacional ao aborto”.

O documento visa a defender o direito das mulheres aos mais altos padrões de saúde, promover a contribuição essencial das mulheres para a saúde, reforçar o papel da família para uma sociedade próspera e bem sucedida e enfatizar a necessidade de se proteger o direito à vida.

No site do Itamaraty, o Governo se diz “orgulhoso” de fazer parte da Declaraçãoq ue visa à promoção dos direitos humanos das mulheres e ao fortalecimento do papel da família, temas de grande importância para o Brasil.

*Com informações das agências

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se