back to top
23.8 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio 2024

Mais de 100 igrejas na Ucrânia já foram destruídas por bombardeios russos

Explosão de bomba na Ucrânia lançada pelo exército da Rússia

Os soldados russos estão atacando até mesmo as igrejas que ainda são ligadas à Igreja Ortodoxa Russa.

De acordo com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, a artilharia russa já destruiu 113 igrejas desde a invasão, em 24 de fevereiro.

Na noite do último sábado (04), ele disse em seu discurso que, entre as igrejas destruídas estão as mais antigas, que resistiram à Segunda Guerra Mundial, mas não resistiram à ocupação russa.

“Há também aquelas que foram construídas depois de 1991. A reconstrução do ‘Skete of All Saints’ no Sviatohirsk Lavra começou em 2001. No dia 10 de junho seria outro aniversário do início da construção”, disse ele.

Conforme a CNN, a Igreja de Todos os Santos (Skete of All Saints) em Sviatohirsk Lavra foi destruída por bombardeios russos, no início do sábado. Zelensky observou que não é o primeiro bombardeio do Lavra.

- Continua após a publicidade -

“Três monges do Lavra foram mortos pelo bombardeio russo na quarta-feira. Os cultos estão sendo realizados no porão”, observou o presidente.

Ataques constantes

Zelensky também compartilhou que os sons da artilharia russa que chegam são “constantes” na Lavra. Ele apontou que Sviatohirsk Lavra “pertence à Igreja Ortodoxa Ucraniana e que ainda é ligada à Igreja Ortodoxa Russa, “mas nem isso impede o exército russo”.

Ele pediu à Igreja Ortodoxa Ucraniana para que “tire suas conclusões” sobre esses ataques.

“O exército russo pode parar de queimar igrejas. O exército russo pode parar de destruir cidades. O exército russo pode parar de matar crianças. Se a mesma pessoa em Moscou der tal ordem. E o fato de que ainda não exista tal ordem é uma óbvia humilhação para o mundo inteiro”, disse ainda.

Nem a guerra impede a Igreja de avançar

Apesar da destruição das igrejas [prédios], a Igreja de Cristo continua avançando em seu propósito de salvar almas. Muitas vidas foram perdidas com os ataques mas, por outro lado, muitos sobreviventes então aceitando a Cristo como Salvador.

Muitos grupos e instituições cristãs estão atuando, tanto dentro do país devastado quanto nas fronteiras, levando alívio e fé aos refugiados. Entre eles o Awakening Europe, o Christ For All Nations (CfaN) que testemunharam a conversão de 441 ucranianos, no mês de abril.

Uma equipe da TransWorld Radio Ukraine está pregando a esperança de Cristo ao seu próprio país através de programas de rádio e mídias sociais e isso aumentou incrivelmente o número de seus seguidores.

“Acho que eram cerca de 10 mil seguidores em fevereiro e agora são mais de 50 mil, disse Frank Stephenson da TWR Europe.

Lilia Barros com informações do Guia-me 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -