Bolsonaro nos 108 anos da Assembleia de Deus no Brasil

Foto: Alan Santos

Bolsonaro participou da solenidade de abertura pelo aniversário da maior denominação do país. Em discurso, sugeriu novamente a nomeação de um evangélico para o Supremo. Celebrações seguem até amanhã (15)

Começou na noite desta quinta (13) e vai até amanhã (15)  em Belém (PA), as celebrações em comemoração aos 108 anos da Assembleia de Deus no Brasil. Esse ano o tema é “Um exército de irmãos abençoando a nação”.

O evento foi realizado no Centenário Centro de Convenções da capital paraense e mobilizou cerca de 12.500 fiéis, de acordo com a comissão organizadora.

O presidente da república, Jair Bolsonaro participou na solenidade de abertura. Em seu discurso, falou como ele se sente impotente para ocupar o cargo, mas lembrou que “Deus capacita os escolhidos” e isso lhe dá confiança para buscar fazer o melhor para a sociedade brasileira. Bolsonaro também agradeceu pelas orações da Igreja por sua vida.

Além de ministros evangélicos de todo o país, estavam presentes na platéia também vários parlamentares. Bolsonaro ressaltou que eles têm a obrigação de, juntos, fazerem um país melhor para todos. Para Bolsonaro, é tempo de colocar o Brasil no lugar de destaque que ele merece.

“E nós não podemos falar em um Brasil forte, sem uma família forte. Sim, o Estado é laico, mas eu e todos nós somos cristãos. Respeitamos outras crenças, mas o Brasil é um país cristão. Em 2014 pensei o que podia fazer para melhorar a nação e resolvi andar pelo Brasil. Vi a sede do povo e o que ele mais queria era a verdade. E fomos até João 8:32, que diz ‘e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. Devo a Deus a minha vida e devo a Eleq que pelas mãos de vocês estou na posição que cumpro hoje. Obrigado pelas orações”, declarou.

Atualmente, a Assembleia de Deus é a maior igreja pentecostal do Brasil, de acordo com o Censo de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No Pará, a igreja conta com mais de 700 mil pessoas, e em Belém, possui 550 templos e cerca de 150 mil membros, correspondendo a 12% da população da capital paraense.

O pastor Samuel Câmara pediu para o deputado Silas Câmara, que é seu irmão, orar pelo presidente da República e pelas autoridades presentes. Ao final da oração, Jair Bolsonaro deixou o púlpito sob aplausos dos fiéis.

Sérgio Moro e STF

Em seu discurso, o presidente defendeu o ministro Sérgio Moro. Disse que escolheu o melhor time de ministro para sua equipe de governo. Um deles foi Moro, que abriu mão de 22 anos de magistratura para assumir o cargo no Ministério da Justiça. “Estou em paz, pois ações valem mais do que palavras”, disse.

O líder do executivo brasileiro lembrou ainda a controvérsia gerada quando falou que estava na hora de o STF ter um ministro evangélico. “A reação foi a mesma”, disse. “o Estado é laico, mas eu, nós todos somos cristãos”, afirmou. “Respeitamos a maioria e a minoria. Mas o Brasil e um país cristão”, acrescentou.

INÍCIO NO BRASIL

Registros do meio evangélico apontam que no dia 18 de junho de 1910 nascia, em Belém, capital do Pará, o que os membros da Assembleia de Deus consideram “o maior movimento cristão pentecostal da história do Brasil”.

O movimento, que ganhou o nome de Assembleia de Deus, está presente em vários países do mundo, e na maioria dos municípios brasileiros.

As lideranças da denominação estimam que hoje no Brasil mais de 22 milhões de pessoas frequentam os cultos da igreja Assembleia de Deus; os fiéis estão presentes nas capitais; cidades de médio e pequeno porte; vilas, povoados e aldeias indígenas.

Veja

PROGRAMAÇÃO

13/06, às 20h – Solenidade cívico religiosa de abertura das celebrações;
Local: Centenário Centro de Convenções (Av. Augusto Montenegro, 1802 – Belém – Pará)
15/06, às 08h30 – Reconstituição da Chegada de Gunnar Vingren e Daniel Berg
Local: Estação das Docas até a Praça da Republica (Belém Pará)
15/06, às 19h – Cerimonia de celebração dos 108 anos da Assembleia de Deus no Brasil
Local: Centenário Centro de Convenções (Av. Augusto Montenegro, 1802 – Belém/Pará)


Leia mais

História dos fundadores da Assembleia de Deus vai virar filme