back to top
20.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

Bolsas da Europa fecham em alta, com PIB da China e política do Reino Unido

bolsa_de_valores_Comunhão
O PMI composto do Reino Unido recuou a 47,2 em outubro, menor nível em 21 meses, o que para a Capital Economics aponta para "recessão mais firme" nesse país - Foto: Raw Pixel

O PMI composto do Reino Unido recuou a 47,2 em outubro, menor nível em 21 meses, o que para a Capital Economics aponta para “recessão mais firme” nesse país

Os mercados acionários da Europa registraram ganhos, nesta segunda-feira, 24. O quadro era positivo desde o início do dia, apoiado por indicadores da China, e mesmo dados locais fracos não estragaram o humor. O movimento foi ainda reforçado após a notícia de que Rishi Sunak, ex-ministro das Finanças do Reino Unido, será o novo primeiro-ministro, após ele superar disputa interna no Partido Conservador.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 1,40%, em 401,84 pontos. O PIB da China avançou 3,9% no terceiro trimestre, na comparação anual, acima da previsão de alta de 3,5% dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal.

As exportações da China superaram a expectativa em setembro, mas as importações decepcionaram, enquanto a produção industrial acelerou em setembro, mas as vendas no varejo vieram abaixo do esperado.

Nos mercados europeus, a série de dados da China foi bem recebida. Já na própria região, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro caiu a 47,1 em outubro, na mínima em 23 meses, na leitura preliminar da S&P Global.

- Continua após a publicidade -

O PMI composto do Reino Unido recuou a 47,2 em outubro, menor nível em 21 meses, o que para a Capital Economics aponta para “recessão mais firme” nesse país. Já a Oxford Economics, ao avaliar os PMIs da zona do euro, afirmou que os dados sugerem que a fraqueza econômica local persistirá no quarto semestre.

Nesta segunda-feira, de qualquer modo, os indicadores não abalaram a busca por ações, apoiada pelos dados da China. Houve ainda mais ganho de impulso com a notícia de que Sunak será o próximo premiê. O deVere Group acredita que a novidade pode trazer um período de alívio, mas também diz que ele deve ser curto, com o país enfrentando possível recessão e outros problemas, como no setor de energia e a inflação elevada.

  • Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 fechou em alta de 0,64%, em 7.013,99 pontos.
  • Em Frankfurt, o índice DAX avançou 1,58%, a 12.931,45 pontos.
  • Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 subiu 1,59%, a 6.131,36 pontos.
  • Em Milão, o índice FTSE MIB avançou 1,93%, a 21.982,95 pontos.
  • Na Bolsa de Madri, o índice IBWX 35 subiu 1,79%, a 7.680,50 pontos.
  • O índice PSI, da Bolsa de Lisboa, fechou com ganho de 1,30%, em 5.563,32 pontos.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -