Boko Haram executa pastor que testemunhou em vídeo

Pastor Andimi, sequestrado pelo Boko Haram (Foto: Rerprodução / Christianity Today)
Pastor Andimi, sequestrado pelo Boko Haram (Foto: Rerprodução / Christianity Today)

O líder da igreja os “Irmãos da Nigéria” foi decapitado. O pastor disse que estava em paz com a morte porque Jesus “está vivo”

O líder da Igreja “Irmãos na Nigéria”, o reverendo Andimi, foi decapitado pelo grupo terrorista Boko Haram. De acordo com informações do jornalista investigativo, que compartilhou o vídeo do pastor, enquanto refém, a execução foi confirmada.

“O reverendo sequestrado pelo Boko Haram foi executado ontem”, twittou Ahmad Salkida. “Ele era um líder da igreja, pai de seus filhos e da comunidade que ele serviu. Minhas condolências vão para a família dele”, completou.

Ele foi decapitado nessa segunda-feira (21). O vídeo da execução terrível foi obtido às 14h42″, escreveu Salkida. “Eu me certifiquei de que a família, as autoridades e a igreja fossem devidamente informadas antes que as notícias fossem divulgadas ao público nesta manhã”, concluiu.

Igreja Nigeriana 

A Igreja “Irmãos na Nigéria” também confirmou a morte do pastor. Além disso, embaixador da Jos na África, Irmandade Internacional de Estudantes Evangélico, Gideon Para-Mallam disse: “isso é horrível e realmente uma vergonha”.

A Associação Cristã da Nigéria (CAN) declarou três dias de oração e jejum e condenou o “assassinato brutal”, descrevendo o ocorrido como “uma vergonha para o governo nigeriano”. Assim também o diretor de assuntos jurídicos e públicos da assossiação, Kwamkur Samuel Vondip declarou: “a Igreja fez tudo ao seu alcance para garantir a libertação segura deste pastor”.

A CAN pediu aos cristãos nigerianos que “ficassem calmos” e desafiou o presidente Muhammadu Buhari e seu governo, a serem mais proativos em relação aos esforços para se livrar do contínuo cerco à Nigéria, com o fim dos assassinatos e destruições de propriedades.

“Não podemos perder a esperança na proteção divina e no poder de nosso Senhor Jesus Cristo de expor aqueles por trás do patrocínio do terrorismo na Nigéria e de proteger a Nigéria das armas dos criminosos”, completou.

“Juntamos ao luto por um homem corajoso, que apesar de conhecer a morte como uma perspectiva muito real, manteve fé, calma e profunda que continuará a inspirar por gerações”, da mesma forma explanou Mervyn Thomas, executivo-chefe da Christian Solidarity Worldwide (CSW).

Lista Mundial de Perseguição 

A Nigéria é o segundo país mais violento para os cristãos perseguidos (o Paquistão é o número 1). Os dados são da Lista Mundial de Perseguição de 2020 divulgada na semana passada pelo Portas Abertas.

A Nigéria está em 12º lugar entre os 50 principais países onde é mais difícil ser cristão. De acordo com a pesquisa, o país liderou os números de martírios cristãos, com 1.350 confirmados, e em sequestros cristãos, com 224 confirmados.

“O sangue do Rev. Andimi regará a propagação do evangelho no Nordeste, Nigéria e outras partes do mundo. Não há dúvida sobre isso. Rev. Andimi morreu mártir e, portanto, sem dúvida, um herói cristão”, disse Para-Mallam.

Confira o Vídeo de Testemunho 

*Da redação, com informações de Christianity Today 


LEIA MAIS 

Ataques na Nigéria – Igreja pede oração pelo país 
Estado Islâmico executa 11 cristãos na Nigéria 
Pastor morre em cativeiro na Nigéria