Bill Gates e esposa vão fazer doação para pesquisas contra zika

O casal de bilionários Bill e Melinda Gates pretende doar mais verbas para pesquisas no combate ao zika vírus. A fundação filantrópica administrada pelo casal já bancou pesquisas com mosquitos transgênicos para o combate ao Aedes aegypti, a criação de diagnósticos e também a criação de vacinas contra a doença.


A fundação é a organização beneficente mais rica do mundo. Fundação tem US$ 43 bilhões no caixa e desembolsa US$ 4 bilhões por ano. “Nós nos envolvemos profundamente com o ebola, e já estamos nos envolvendo profundamente com o zika. Estamos tentando reunir os melhores cientistas e o que há de melhor, com os CDC (Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA) e a OMS (Organização Mundial da Saúde”, disse Melinda.

Segundo Bill Gates, o casal só não empenhou mais dinheiro contra o zika até agora porque a zika “pegou de surpresa”. A Fundação ainda não anunciou quanto pretende doar para o combate à doença. “É outra tragédia, e novas tecnologias médicas podem ajudar, mas elas nunca surgem da noite para o dia, como gostaríamos”, disse ele.

Um dos programas da Fundação Bill e Melinda Gates ajudou a bancar parte das pesquisas iniciais realizadas pela Oxitec, empresa que hoje faz testes com mosquitos transgênicos estéreis para reduzirem a população de Aedes aegypti no Brasil.