21.6 C
Vitória
sábado, 13 agosto 2022

Bíblias digitais em balões na Coreia do Norte

bíblia_balões
Foto: Reprodução

A Coreia do Norte é o país número 1 da perseguição aos cristãos no mundo. Os balões com as Bíblias digitais são enviadas por missionários da Coreia do Sul

Um grupo de missionários da Coreia do Sul usam uma estratégia simples, mas criativa para ajudar os irmãos da Coreia do norte. Eles usam gás hélio, balões de látex biodegradável e rastreamento por GPS para entregar bíblias digitais para cristãos norte coreanos.

A ação é feita porque a Coreia do Norte é classificada como o país mais perigoso do mundo para os cristãos. Segundo a World Help, a verdade do Evangelho tirou todo medo da prisão e tortura para os crentes perseguidos. A igreja subterrânea está se expandindo e os cristãos norte-coreanos estão implorando pela Palavra de Deus.

O pastor Eric Foley, líder do cão de guarda da perseguição cristã, que lançou pessoalmente os balões, disse ao NK News, que quando esperam um alto nível de aplicação eles fazem um pequeno lançamento.

“Nós, como ministério cristão, esperamos que as pessoas vejam que o ato tático de lançar balões não é perigoso. Lançamos usando hélio não inflamável usando balões de látex biodegradável e rastreamento por GPS”, disse.

Riscos

Segundo a NK News, o ano passado foram lançados 80 balões por vez. O pastor Foley afirmou que ele também está pronto para enfrentar possíveis conseqüências por seus lançamentos. “Liberamos quatro balões brancos cheios de gás hélio e um número não especificado de bíblias da ilha fronteiriça de Ganghwa-do”, disse.

Embora Foley soubesse que sua ação poderia ser bloqueada pela polícia, as autoridades não fizeram nenhum esforço para impedir que sua van chegasse ao ponto de lançamento, sem pontos de verificação estabelecidos ao longo do caminho ou qualquer busca de carros não identificados.

Foram enviados desta vez, vitaminas, bíblias, arroz, rastreadores de GPS e pen drives, eles puderam anexá-lo aos balões que permitiam à Coreia do Sul saber que eles aterrissariam. “Tivemos 36 pessoas mortas, homens e mulheres que deram a vida, cujo único crime foi a atividade cristã. Portanto, não podemos nos eximir dessas punições”, finaliza.

*Com informações do Christian Daily e NK News

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se