24.7 C
Vitória
sexta-feira, 30 outubro 2020

Bancada evangélica confronta MEC por “diversidade de gênero” nos livros escolares

Leia também

TCU investiga Bolsonaro e Flávio Bolsonaro

O senador Flávio Bolsonaro para debater supostas "irregularidades das informações constantes de Relatórios de Investigação Fiscal"

Guedes diz esperar que SP pague pela vacina

O presidente Jair Bolsonaro e Doria divergem publicamente sobre a obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19

Bolsonaro reforça que não quer privatizar o SUS

Presidente destacou ainda que não pode remanejar recursos do Legislativo para a Saúde e que não era um "ditador"

Finalmente a bancada evangélica se posicionou com clareza sobre as repetidas denúncias de doutrinação nos livros distribuídos pelo Ministério da Educação (MEC). Até recentemente apenas o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC/RJ) mostrava as distorções introduzidas durante o governo Dilma Rousseff. Os Deputados reclamam que a inclusão desses temas como política pública deveriam passar pelo Congresso.

Através de um ofício do deputado federal Flavinho (PSB/SP), ao ministro Mendonça Filho (DEM), foi pedido que seja retirada das funções de uma de suas diretorias o desenvolvimento de “programas e ações sobre diversidade de gênero e orientação sexual”. No entendimento do parlamentar, a inclusão ou não desses temas como política pública deveriam passar pelo Congresso.

Segundo o Globo, Flavinho, em nome da bancada, contestou o decreto do ministério, publicado no Diário Oficial da União em 14 de março, que relata as atribuições de cada secretaria e diretoria do MEC.

O deputado paulista reclama que “A introdução destas terminologias não condiz com o anseio da imensa maioria dos cidadãos”. Portanto, ele sugere “que sejam retirados do decreto supracitado os termos ‘orientação sexual’ e ‘diversidade de gênero’ e aproveito para reafirmar que se o Executivo deseja tratar desta temática que encaminhe ao Congresso Nacional projeto de lei que verse exclusivamente sobre esta temática”.

O desenvolvimento de programas sobre “diversidade de gênero” e “orientação sexual”, não chegam a ser novidade na diretoria do MEC. Os termos já constavam como uma de suas obrigações em regra anterior ao decreto deste mês.

O embate da bancada com o MEC é recorrente. O deputado Flavinho (PSB-SP) é relator do  Projeto de Lei 867/2015, mais conhecido como “Escola sem Partido”. O presidente da comissão que analisa a proposta é o deputado Marcos Rogério (DEM/RO), enquanto a vice-presidência ficou com o deputado Pastor Eurico (PHS/PE). Todos são evangélicos.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Toffoli manda Milton Ribeiro se explicar antes de avaliar abertura de inquérito

O ministro do Supremo criou uma etapa a mais na investigação, uma fase que, na visão da Procuradoria-Geral da República, não era necessária

Parlamentares pedem que ministro da Educação seja investigado por homofobia

"A função do MEC é coordenar esforços. A educação acontece no Estado e município, mas o ministério é o grande maestro", disse o deputado Felipe Rigoni

MEC promete protocolo e R$ 525 milhões para retorno às aulas presenciais

O ministro afirmou que a decisão sobre data para reabrir escolas não é do MEC, mas de Estados e municípios

Ideb do ensino médio tem maior alta, mas crescimento do 1º ao 5º ano desacelera

No ensino médio, a nota das particulares passou de 5,8 para 6,0, enquanto a nota das redes estaduais do País, em conjunto, progrediu de 3,5 para 3,9

“Não vou ser presa”, afirma Flordelis sobre a morte do marido

Além do processo na Justiça, Flordelis também corre o risco de perder seu mandato. Saiba mais!

Para volta às aulas, ministro pede que avaliação dos pais seja a principal

o Ministério da Educação (MEC) só pode contribuir com aconselhamentos e não tem poder decisão sobre prefeituras e governos estaduais

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Semana dos manuscritos do Mar Morto; Saiba mais!

Arqueólogos e especialistas vão apresentar um dos mais impactantes achados da humanidade, na semana dos manuscritos do Mar Morto. Evento, que começa nesta segunda,19, é gratuito!

Live Solidária “Um Com Eles” em Libras

A live solidária, realizada pela Portas Abertas, será transmitida pelo Facebook, e estará acessível a todos que entendem a língua brasileira de sinais. Saiba mais!

Desafio Superação em corrida virtual; É neste domingo, 18

Em alusão ao Outubro Rosa, o Desafio Superação vai mobilizar mulheres cristãs de todo o Brasil em prol da saúde. Saiba mais!

Vovô Raul Gil recebe artistas gospel em live; Saiba mais

A live gospel do Vovô Raul Gil será no dia 21 de outubro e vai reunir personalidades e artistas evangélicos. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Nova fase da Academia da Bíblia SBB

Com novos cursos, o projeto de capacitação bíblica da SBB deseja auxiliar o cristão no estudo aprofundado da Palavra de Deus. Saiba mais!

Quando Deus é a fonte do equilíbrio em campo e da força emocional

Sucesso na Liga dos Campeões da Europa, o goleiro Keylor Navas, 33 anos, dirige estudos bíblicos com um grupo de 10 pessoas em Paris.

Clovis Pinho, o que vem por aí?

Novo single de Clovis Pinho deve chegar ao mercado em novembro. Saiba mais!

“Sentido” é o novo álbum musical de Leonardo Gonçalves

Gravado em Praga, na República Tcheca, álbum conta as canções que marcaram os mais de 20 anos de carreira de Leonardo Gonçalves