26.6 C
Vitória
sábado, 22 janeiro 2022

Descoberta na Itália: banca de comida de quase 2 mil anos

Pompeia
Foto: Reprodução

Arqueólogos encontraram banca de comida de quase dois mil anos, em Pompéia, na Itália

Arqueólogos em Pompéia, na Itália, a cidade soterrada por uma erupção vulcânica no ano 79, fizeram a extraordinária descoberta de uma loja de comidas e bebidas quentes. Trata-se de uma banca de comida, uma espécie de lanchonete.

“Esta é uma descoberta extraordinária. É a primeira vez que conseguimos escavar um termopólio completo”, diz Massimo Ossana, diretor do Parque Arqueológico de Pompeia.

Os arqueólogos encontraram no lugar restos de comida de quase 2 mil anos, como carne de porco, peixe, caracóis e boi dentro em alguns potes profundos de terracota achados na loja. O vendedor ambulante deveria manter os potes no balcão do estabelecimento, que contém buracos arredondados.

Na análise dos pesquisadores, mostram que os números desenhados na frente do balcão representam, uma parte dos alimentos e bebidos que eram vendidos no local, explica a antropóloga Valeria Amoretti, acrescentando que a descoberta é um “testemunho da grande variedade de produtos de origem animal usados para preparar pratos”.

No fundo de uma jarra, os pesquisadores encontraram grãos triturados que eram usados para modificar o sabor do vinho.

Ossos humanos

Os arqueólogos também acharam uma tigela decorada de bronze para bebida, frascos de vinho, potes de cerâmicas usados para cozinhar sopas e ensopados e ânfora usada para armazenar ou transportar líquidos. Eles também acharam ossos humanos perto da termopólio, um dos ossos encontrados é um homem de cerca de 50 anos, perto de uma espécie de cama.

Pompeia
Foto: Reprodução

“A loja parece ter sido fechada às pressas e abandonada por seus proprietários, mas é possível que alguém, talvez o homem mais velho, tenha ficado e morrido na primeira fase da erupção, durante o desabamento do sótão”, diz Massimo Osanna, em entrevista à agência de notícias italiana Ansa.

O outro corpo pode ser o de um “ladrão” ou de um “fugitivo faminto surpreendido pela fumaça ardente, com a tampa do jarro que acabava de abrir na mão”, acrescenta.

Lanchonete

A cidade de Pompeia possui 66 hectares, 23 quilômetros a sudeste de Nápoles, na Itália. No século 16, não havia sido descoberta as ruínas, e as escavações começaram por volta de 1750.

A lanchonete, descoberta no sítio Regio V do parque arqueológico, ainda não está aberta à visitação. Ela foi parcialmente exumada em 2019, mas o trabalho foi estendido para preservar todo o local da melhor forma possível, segundo a administração do parque arqueológico.

*Com informações do UOL

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se