20 C
Vitória
terça-feira, 24 novembro 2020

49 declaração racistas foram feitas por autoridades do País

Leia também

País quer elevar comércio com a Índia, diz Guedes

"Nossos olhos brilham como vemos acordos como o da Ásia, que integram toda a região", afirmou o ministro da economia

PF faz ‘maior operação do ano’ contra o tráfico

Durante as investigações, que começaram em 2017, foram apreendidas 50 toneladas de cocaína nos portos do Brasil, da Europa e da África

Bolsonaro lamenta alta de preços de alimentos

O presidente ressaltou que sem medidas do governo federal, como a ajuda para pequena empresas e o auxílio emergencial

“A imunidade seria para outro fim, mas as autoridades a usam para proferir suas práticas de racismo”, comentou Givania Maria da Silva

Por Marcio Dolzan (AE)

Um estudo inédito feito pela Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) e pela organização Terra de Direitos mostra que desde o início do ano passado o País registrou pelo menos 49 casos de discursos racistas proferidos por autoridades públicas. Desse total, 12 partiram do presidente Jair Bolsonaro.

O levantamento considerou o período a partir de 1º de janeiro do ano passado até o dia 6 deste mês. Do total de 49 casos identificados, 20 resultaram em abertura de algum tipo de apuração, seja por inquérito policial, ação ou procedimento administrativo. Até o momento, contudo, nenhum dos autores foi responsabilizado. E muitos dos casos foram arquivados.

“Nós estamos cansados de pedir providências às autoridades e elas rebaterem que isso se trata de liberdade de expressão”, comentou Givania Maria da Silva, que integra a Conaq. “Essas autoridades têm imunidade do cargo, e nosso levantamento mostra que estão usando isso. A imunidade seria para outro fim, mas as autoridades a usam para proferir suas práticas de racismo.”

Entre os registros, 12 partiram do presidente Jair Bolsonaro e outros 12 de deputados estaduais. Chefes de autarquias, de secretarias ou de outros órgãos de governo (11 casos), deputados federais (6), vereadores (5) e membros do sistema de Justiça (3) completam a lista.

Nos discursos racistas proferidos por autoridades públicas foram mapeados cinco tipos principais: reforço de estereótipos racistas; incitação à restrição de direitos; promoção da supremacia branca; negação do racismo; e justificação ou negação da escravidão e do genocídio.

Para Givania, “o discurso do presidente encoraja os racistas”. Ela alertou ainda que os crimes mapeados partem de pessoas que, no fim das contas, exercem seus cargos às custas da população. “(O racismo) é sustentado e fomentado pelas instituições públicas, que, por sua vez, são bancadas por nossos impostos.”

Estadão pediu posicionamento à Secretaria de Imprensa da Presidência da República e ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos na quinta-feira, mas não obteve retorno.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Covid-19: Brasil tem maior alta de mortes desde maio

Com o aumento de casos de covid-19 Brasil, pastores brasileiros alertam seus membros para os cuidados redobrados de saúde. Saiba mais!

Supremo volta a julgar se injúria racial é crime imprescritível

O caso foi pautado a pedido do relator, ministro Edson Fachin, que observou a 'acentuada repercussão social' do julgamento

Homem negro é espancado e morto por segurança

Agora, a polícia vai analisar as imagens de câmeras de segurança e de testemunhas e vai colher depoimentos

Enquanto estivermos juntos estreia nos cinemas

Filme, que conta a emocionante história do cantor cristão, Jeremy Camp, pode ser visto em mais de 330 salas.

‘Parabéns a vocês que não se mostraram frouxos’, diz Bolsonaro

O presidente citou que respeita todas as religiões e afirmou que a Bíblia é uma "caixinha de ferramenta para consertar o corpo humano"

Proclame a glória de Deus sobre o Brasil

Hoje, 15 de novembro, 147,9 milhões de eleitores devem ir às urnas votar. Você tem orado para que eles sejam capacitados e direcionados por Deus?

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Seminário de ciências bíblicas em edição virtual; começa hoje

Realizado há 20 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil, evento incentiva o estudo e capacita líderes sobre o uso da Bíblia.

Grandes artistas do Brasil no “BH profetiza”

Realizado pela cantora Camila Campos, O BH profetiza vai reunir diversos cantores, entre eles Weslei Santos, Gai Sampaio, pastora Helena Tannure e outros. Evento será transmitido ao vivo, nesta terça-feira, 17 

Conferência pastoral Fidelidade Extrema

Realizado pela Associação Evangelística Billy Graham, a Conferência começou hoje, 13 e vai até amanhã. Saiba mais!

A esperança não decepciona! Live DIP 2021 é hoje

A Missão Portas Abertas fará Live de lançamento do DIP 2021, hoje, às 19 horas para dar detalhes sobre o Domingo da igreja Perseguida. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Deive Leonardo grava última série do ano: Confira!

Gravação será no dia 12 de dezembro, em São José do Rio Preto (SP). Saiba mais!

Bíblia 365! Leitura em um ano da Palavra de Deus

Editora Mundo Cristão lança "Bíblia 365", diagramada especialmente para a leitura em um ano Acaba de chegar ao Brasil a Bíblia 365, lançamento da Editora...

Leonardo Gonçalves e seu “Sentido”

Projeto reúne canções que marcaram os primeiros 20 anos da vida do artista e ainda homenageia músicos que o ajudaram em sua formação e carreira musical

“Força pra encarar”, em prol da consciência negra

Os cantores Leidy Murilho, Talita Barreto e Asaph, da Sony Music se uniram pra cantar uma canção em prol da consciência negra