26 C
Vitória
segunda-feira, 27 setembro 2021

Autoajuda & Ajuda do Alto: Adversários ou Aliados?

Mais Artigos

(Foto: Divulgação)

“Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena” (Provérbios 24:10)

Por Lulinha Tavares

O século XV foi conhecido fundamentalmente como o período das descobertas e da transição entre o teocentrismo e o antropocentrismo, ou seja, sob o ponto de vista filosófico Deus deixa de ser o centro do universo e o homem toma o seu lugar, sendo ele responsável por suas ações (seja cultural, social, histórica e filosófica) bem como a principal referência para o entendimento do mundo.

Logo em seguida se iniciava o humanismo, daí a veio a reforma protestante, dentre outros revolucionários movimentos.

Já no século XVll, na Inglaterra, surgiu movimento iluminista também conhecido como a revolução intelectual que teve o seu apogeu na França no século XVlll; no mesmo século a revolução industrial e com ela os avanços econômicos, industriais e científicos.

No século seguinte o filósofo alemão Friedrich Nietzsche chegou a declarar a morte de Deus.

Em seguida Sigmund Froid cria a Psicanálise, que é o estudo alma humana e no século seguinte a psicologia abre o acesso à mente e ao comportamento humano.

Não apenas o pecado distanciou o homem de Deus, como também o conhecimento e o empoderamento. Será?

Será mesmo que quanto mais o homem mergulha em si mesmo mais se afasta de Deus? Ou será que o encontra?

Nesse período estabeleceram-se alguns questionáveis paradigmas, como: ciência e religião estão em lados opostos.

Semelhantemente a questão entre a autoajuda e a ajuda do alto.

Faço parte de um grupo de pessoas que acreditam e defendem que ambos podem caminhar de mãos dadas. Sinceramente creio que Deus Jamais nos daria nada que fosse para nos prejudicar ou nos afastar dele.

“Se Deus criou a fé e a ciência, ambas precisam conversar. A ciência contribui cada vez mais para a certeza que Deus existe.”
(Rosana Alves – renomada psicóloga e neurocientista)

Trataremos então sobre os pontos que unem a autoajuda e ajuda do alto.

Ao criar o homem segundo a sua imagem e semelhança, Deus o dotou de inteligência, consciência e imaginação, além da capacidade e da autoridade de domínio sobre todas as outras espécies existentes.

Além disso Deus o concedeu o livre arbítrio, ou seja, não o fez como marionete dele, onde faz apenas aquilo que Ele manda, embora saiba que Nele movemos e existimos, segundo afirma o apóstolo Paulo.

Na conversa que teve Deus com Caim, lhe disse que o pecado estava batendo em sua porta, que o seu próprio desejo era contra ele, mas que deveria dominá-lo.

Já no livro de provérbios tem a seguinte recomendação para o dia da angústia:

Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena”
(Provérbios 24:10)

Ou seja, mesmo angustiados e amedrontados devemos nos mostrar fortes! Mantermos a cabeça erguida! Você já viu alguém chorando com a cabeça pra cima? Não!

Dominar a si mesmo – se assenhorar de si – dominar seu próprio espírito – seus pensamentos – sentimentos e ações – dominar a própria língua e a as suas emoções são recomendações que nos autoajudam.

E como diz em Galátas: “Contra essas coisas não há lei”( Galatas 5:23)

Paulo nos afirma que não poderemos mudar o mundo, mas sim, a nós mesmos, pela renovação da nossa mente.

Poderia escrever um livro e não apenas um artigo enumerando as instruções de autoajuda que a Bíblia nos ensina.

Porém nenhuma delas tem fim em si mesma, nem se bastam ou desprezam a incomparável, indispensável e eterna ajuda do alto.

Na verdade eles não competem entre si, são aliados e podem caminhar juntas e  de mãos dadas, como um automóvel, com toda a tecnologia e conforto que disponha depende de uma ferramenta de navegação, tipo Waze, que representa a ajuda do alto – que nos mostra o melhor e mais seguro caminho para chegarmos aonde almejamos.

Siga bem, em paz e muito feliz!

Lulinha Tavares é coach esportivo, formado em Educação Física, MBA-FGV/FIFA/CIES, especialista em Psicologia do Esporte, empresário, pastor e líder da Igreja Batista da Graça em Queimados (RJ)

- Publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Entrevistas