back to top
20.5 C
Vitória
sábado, 20 DE julho DE 2024

Atrasou o dízimo? Veja como resolver a situação e voltar a ser fiel a Deus

Dízimo atrasado: evite agir como se nada estivesse acontecendo. Ignorar o problema não é o caminho e desagrada ao Senhor. Foto: Freepik

Não adianta fazer de conta que nada está acontecendo. É preciso se organizar para regularizar a situação diante de Deus e da igreja. 

Por Cristiano Stefenoni

A Bíblia não deixa margem de dúvidas quanto ao dízimo: todo cristão precisa devolver a Deus os 10% de sua renda como prova de sua fidelidade e confiança na providência divina. A questão é que, infelizmente, muita gente abre mão dessa prioridade e destina a maior parte do seu salário para pagar as contas, e quando vê, fica sem cumprir seu compromisso de gratidão com o Senhor. Mas é possível, sim, reverter essa situação.

De acordo com o pastor Álvaro Oliveira Lima, a primeira coisa a ser feita é entender a importância do dízimo e parar de dar desculpas em não devolvê-lo. “Temos de entender que o Senhor tem um firme compromisso com os que abençoam a obra com os seus dízimos e ofertas voluntárias. Hoje muitos crentes não são fiéis a Deus na entrega dos dízimos e para justificar esta atitude criam várias desculpas”, alerta.

Se você não está conseguindo devolver o seu dízimo, mas entende a importância de fazê-lo e quer resolver essa situação, Comunhão preparou algumas dicas para te ajudar, confira:

- Continua após a publicidade -

Prioridade

Se você for esperar sobrar dinheiro para devolver o seu dízimo, isso nunca vai acontecer. Primeiro porque as contas a pagar, na maioria das vezes, costumam ser maiores do que o orçamento.

Segundo, porque existem forças malignas que farão de tudo para que você seja infiel a Deus e deixe de receber as bênçãos que Ele prometeu, te mantendo em um círculo de maldição. Recebeu seu salário, não pense, separe logo o que pertence ao Senhor e devolva. Mas o faça em sentido de gratidão e não de sofrimento ou tristeza. Tenha iniciativa e não deixe para depois.

Organize suas finanças

Se o que você ganha não está dando para pagar as contas, o problema não é de Deus e nem do dízimo, mas sim de sua falta de controle financeiro que está te levando a gastar mais do que pode.

Organize-se: corte gastos, pare de usar o cartão de crédito por um tempo, evite comprar fiado e pegar dinheiro emprestado, negocie suas dívidas para reduzir os juros, converse com a família sobre a redução das despesas da casa, adie alguns projetos que aumentarão seus custos, entre outras medidas.

Entenda a importância

Devolver o dízimo não pode depender da opinião ou da decisão de terceiros. É com você, pessoal. Então é fundamental entender a importância desse gesto de gratidão a Deus. É o Senhor que nos mantém vivos e provê nossa subsistência. Ele teria todo o direito de pedir 90% de nossa renda, pois, como cristãos, cremos que Ele é o criador e dono de todas as coisas.

Mas em Sua infinita bondade, Deus pediu apenas 10% para que pudéssemos ser abençoados com o restante. “ Ofereça a Deus em sacrifício a sua gratidão, cumpra os seus votos para com o Altíssimo, e clame a mim no dia da angústia; eu o livrarei, e você me honrará” (Salmos 50:14,15). Não há sensação mais gratificante do que ficar em paz sabendo que honrou a sua fidelidade ao Senhor.

Como agir em caso de atraso

Deus não é agiota nem cobrador de banco. Ele espera de todos um gesto de amor e gratidão ao devolver o dízimo. Mas se você está atrasado com a sua fidelidade, é importante se programar para regularizar a situação diante Dele o quanto antes. E como fazer isso?

Cada denominação tem a sua forma de administrar os recursos recebidos. O ideal é conversar com o pastor ou o tesoureiro de sua igreja para, juntos, encontrarem uma forma de resolver a situação. Só evite agir como se nada estivesse acontecendo. Ignorar o problema não é o caminho e desagrada ao Senhor.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -