back to top
23.9 C
Vitória
quarta-feira, 19 junho 2024

Atletas defendem Hermoso após fala de Rubiales: ‘Vergonha’

Rubiales é acusado de comportamento inapropriado com jogadoras inglesas - Foto: Reprodução - Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF)
Rubiales é acusado de comportamento inapropriado com jogadoras inglesas - Foto: Reprodução - Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF)

De acordo com a Fifa, está sendo apurado se o beijo de Rubiales constitui violações do artigo 13, parágrafos 1 e 2, do Código Disciplinar da entidade

Atletas, clubes e federações usaram as redes sociais nesta sexta-feira para repudiar as falas de Luis Rubiales, presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), em assembleia geral extraordinária da entidade. Ao longo do encontro, convocado para que ele desse explicações sobre o beijo dado na atacante Jenni Hermoso, durante a celebração do título da Copa do Mundo Feminina, o dirigente negou-se a renunciar ao cargo e defendeu-se dizendo que o ato foi consentido, além de se dizer vítima do que chamou de “falso feminismo”.

O pronunciamento de Rubiales causou revolta das pessoas nas redes de todas as partes. Iker Casillas, capitão da Espanha na conquista da Copa do Mundo de 2010, admitiu ter sentido “vergonha alheia”. Já Alexia Putellas, melhor jogadora do mundo e integrante da seleção campeã na Copa do Mundo, prestou apoio a Hermoso e criticou postura do dirigente. Outras jogadoras da seleção e do Barcelona, time de Hermoso, também prestaram apoio a ela.

“Isso é inaceitável. Se acabou. Conte comigo, Jenifer Hermoso”, comentou a craque espanhola em sua conta oficial no X. Melhor jogadora do mundo, Putellas foi reserva na conquista do título mundial deste mês, pois se recuperava de lesão. “Deveríamos passar esses 5 dias falando das nossas meninas! Da alegria que nos deram! Para nos orgulharmos de um título que não tivemos no futebol feminino, mas…”, escreveu Casillas, campeão mundial com a Espanha em 2010 e referência no Real Madrid.

Outras jogadoras também se manifestaram, em defesa de Hermoso e contra Rubiales. O Barcelona destacou que “considera as ações do presidente da RFEF totalmente impróprias e infelizes durante a celebração da Copa do Mundo” e defende a jogadora.

- Continua após a publicidade -

A Liga de Futebol Feminino da Espanha também se posicionou acerca do caso. A entidade ainda espera por uma decisão da Fifa, que abriu processo disciplinar. Gianni Infantino vê a competição que se empenhou pessoalmente em organizar se perder no último ato, após a conquista da Espanha, no beijo dado na comemoração.

Processo disciplinar

O pronunciamento de Rubiales veio um dia após a Fifa abrir um processo disciplinar contra ele em razão do beijo em Jenni Hermoso. Na quarta, a jogadora quebrou o silêncio e se manifestou sobre o episódio, por meio do sindicato FUTPRO, e pediu “medidas exemplares” contra o dirigente, negando indiretamente ter consentido, como contou o cartola.

De acordo com a Fifa, está sendo apurado se o beijo de Rubiales constitui violações do artigo 13, parágrafos 1 e 2, do Código Disciplinar da entidade. Os itens versam sobre comportamento ofensivo e violação dos princípios do fair play. No parágrafo 2, são listadas as condutas que podem render punição: violar as regras básicas de conduta decente; insultar alguém com gestos, sinais ou palavras; usar eventos esportivos para demonstrar uma natureza antidesportiva; agir de forma que coloque o futebol ou a Fifa em descrédito; alterar a idade de jogadores. Não há nenhuma descrição específica sobre assédio.

Denúncia

Rubiales já foi denunciado ao Conselho Superior de Esportes da Espanha. A denúncia foi movida por Miguel Galán, presidente da Escola Nacional de Treinadores de Futebol. Galán classificou a atitude de Rubiales como um “ato sexista intolerável no esporte” e se baseou na Lei 39/2022 do Esporte, legislação recente na qual é determinado que “qualquer ação que possa ser considerada discriminação, abuso ou assédio sexual e/ou assédio por razão de sexo ou autoridade deve ser levada ao conhecimento do órgão sancionador do Conselho Superior de Esportes, para ser sancionada como infração grave”.

A denúncia também cita o protocolo interno da Federação Espanhola de Futebol contra a violência sexual. No artigo 14, há um item específico que versa sobre “beijo à força” e considera tal comportamento como “conduta inaceitável que acarretará em consequências imediatas”. Galán pede que a denúncia seja transferida ao Tribunal Administrativo do Esporte. Com informações de Agência Estado.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -