31 C
Vitória
quinta-feira, 27 janeiro 2022

Ataque terrorista mata seis pessoas e deixa 33 feridos em Uganda

Uganda
Foto: Unsplash

Desde outubro, vem acontecendo uma série de explosões na capital de Uganda e arredores

Por Marlon Max

Na manhã de terça-feira (16), ocorreram duas explosões provocadas por homens-bomba em Kampala, a capital de Uganda. De acordo com a missão Portas Abertas, uma delas foi sentida perto da delegacia central, enquanto a outra pareceu ter como alvo um prédio próximo ao parlamento.

No dia 23 de outubro, uma bomba em um restaurante matou uma pessoa e deixou três feridos e, dois dias depois, um homem-bomba detonou uma bomba dentro de um ônibus em Kampala. Somente ele morreu, mas vários passageiros ficaram feridos.

-uganda-explosaoAs autoridades alertaram os cidadãos para ficarem vigilantes. Os bombardeios de outubro foram atribuídos às Forças Democráticas Aliadas (ADF, da sigla em inglês), um grupo militante islâmico ligado ao Estado Islâmico e mais ativo na província de Kivu do Norte na República Democrática do Congo.

Sobre as últimas explosões, o inspetor-geral da polícia de Uganda, Edward Ochom, acredita que foi um ataque, mas o assunto ainda está sendo investigado. Até agora ninguém assumiu a responsabilidade.

De acordo com o porta-voz da polícia, Fred Enanga, os três homens-bomba e outras três pessoas foram mortas, além de 33 pessoas que ficaram feridas. O porta-voz do Ministério da Saúde relatou que quatro vítimas da explosão estavam em estado crítico.

A localização dos bombardeios de ontem sugere que as explosões podem ter motivações políticas. Uganda é um dos países em observação na Lista de Países em Observação 2021.

Com informações Portas Abertas

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se