24.9 C
Vitória
terça-feira, 21 setembro 2021

Ataque às igrejas: em busca da verdade na Índia

Entenda como as mentiras aumentam a perseguição aos cristãos na Índia

Por Marlon Max

A escalada de perseguição a diversas igrejas em países da Ásia tem resultado na destruição de prédios e locais de reunião. De acordo com a Portas Abertas, a China é o país onde as igrejas são mais atingidas. Esse tipo de ação afeta a comunidade cristã em países como a Argélia, onde muitas igrejas foram fechadas nos últimos anos.

Na Índia, país que ocupa o 10º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021, a perseguição aos cristãos aumentou e nossos irmãos e irmãs enfrentam níveis extremos de violência, sobretudo em regiões tribais.

Durante o período de pesquisa da Lista Mundial da Perseguição 2021, que aconteceu entre outubro de 2019 e setembro de 2020, cerca de 76 igrejas ou propriedades cristãs foram atacadas, reporta Portas Abertas. Esses ataques se deram por nacionalistas hindus e por grupos extremistas, que não toleram a propagação da palavra de Deus pelo país.

Levante pela verdade na Índia

Os radicais hindus e a mídia da Índia têm trabalhado para disseminar mentiras e propagar campanha contra os cristãos. Eles alegam que os seguidores de Cristo não são hindus, mas sim espiões do Ocidente, que querem mudar a religião do país. Com isso, a população da Índia persegue os cristãos e realiza ataques violentos em multidões, destruindo igrejas e agredindo os féis.

Como maneira de trazer suporte aos cristãos para que permaneçam firmes na fé e a verdade apareça, a Portas Abertas trabalha com a hashtag #StandForTruthIndia – que em português diz: defenda a verdade. A campanha mostra aos nossos irmãos e irmãs na Índia que eles não foram esquecidos e que estamos firmes com eles, mesmo diante da perseguição.

Ataques às igrejas

Em fevereiro, um grupo nacionalista hindu pediu a proibição das práticas cristãs e o fechamento de igrejas em áreas tribais no estado central de Madhya Pradesh. Um líder nacionalista ainda afirmou que “o cristianismo é contra as tradições tribais e deve acabar”. De acordo com um líder cristão na região, a campanha para acabar com a atividade cristã nas tribos é uma estratégia para acabar com a população cristã, reforçando o hinduísmo no país.

Além disso, o líder local de um grupo nacionalista realizou uma marcha de protesto pela cidade de Jhabua e entregou um memorando aos funcionários do governo do distrito. O documento pede que “todas as igrejas construídas ilegalmente sejam fechadas imediatamente e ações devem ser tomadas contra todos os líderes cristãos envolvidos”.

O líder ainda exige que os cristãos sejam impedidos de receber os mesmos benefícios dados aos povos nativos. “De acordo com a Constituição indiana, as tradições, culturas, línguas e outras práticas dos povos nativos são obrigadas a serem protegidas e ninguém de fora pode mudá-las”.

Fortaleça pastores e líderes

Em meio à perseguição e ataques às igrejas, os pastores e líderes cristãos têm um papel fundamental para ajudar os seguidores de Cristo a enfrentarem as dificuldades. Por isso, a Portas Abertas trabalha para preparar os líderes na Índia para lidarem com a perseguição de maneira bíblica. Através de uma doação, a liderança das igrejas indianas estará preparada para fazer o evangelho avançar e poderá caminhar com outras pessoas que enfrentam hostilidade por causa de Jesus.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se