25.5 C
Vitória
quinta-feira, 18 agosto 2022

Ataque a tiros de fuzil durante desfile do 4 de Julho mata seis nos EUA

Foto: EmbaixadaEUA/Depto. de Estado/D. Thompson
Foto: EmbaixadaEUA/Depto. de Estado/D. Thompson

O ataque ocorreu semanas depois da aprovação da lei que dificulta o acesso a armas, a decisão vem depois de uma série de ataques a tiros

Um homem abriu fogo ontem do teto de um edifício na cidade Highland Park, na área metropolitana de Chicago, nos EUA, e matou pelo menos seis pessoas durante o desfile de 4 de Julho, o feriado da independência americano. Pelo menos 31 pessoas ficaram feridas. A polícia encontrou um fuzil usado nos disparos e procurava o suspeito, que ela identificou como Robert E. Crimo, de 22 anos. 

A polícia disse que em breve divulgaria fotos do suspeito e alertou os moradores da região a permanecerem em casa. Outros desfiles na área da Grande Chicago foram suspensos. Os disparos começaram cerca de 10 minutos após o início do desfile. A polícia de Illinois e o FBI investigam as causas do ataque. Sem maiores detalhes, uma fonte da polícia local descreveu o ataque a tiros como “completamente aleatório”.

Nova lei

O ataque ocorreu semanas depois de o Congresso americano aprovar pela primeira vez em décadas uma legislação que dificulta o acesso a armas nos EUA. Apesar de tímidas, as mudanças dificultam o acesso de armas de fogo a pessoas consideradas perigosas. O objetivo da lei é melhorar as verificações de antecedentes para potenciais compradores de armas com menos de 21 anos.

No dia 23, a Suprema Corte derrubou uma lei de Nova York que estabelecia limites ao porte de armas fora de casa, dizendo que estava em desacordo com a Segunda Emenda da Constituição. A decisão vem depois que uma série de ataques a tiros reascendeu o debate sobre o controle de armas no país.

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se