27 C
Vitória
quinta-feira, 22 abril 2021

Artista troca country por evangelismo em presídios

Depois de ter suas músicas nas paradas de sucessos dos EUA como trilhas sonoras de Hollywood e atuar em alguns filmes, o cantor americano Mark Collie, de 61 anos, abandonou a música country para se dedicar ao evangelismo nos presídios através da música.

Seu último álbum, Alive at Brushy Mountain, foi gravado ao vivo de dentro de uma penitenciária. A iniciativa se tornou exemplo demissão de recuperação de detentos através da terapia musical em prisões do estado do Tennessee.

“É surpreendente, às vezes, como o Senhor pode ter um plano quando obviamente não vemos muita coisa na nossa frente. Quando peguei meu violão e fui para a penitenciária de Brushy, nunca pensei que isso teria um impacto tão grande”, disse o cantor.

“Eu nunca poderia ter visto isso sozinho. Depois de completar o álbum e o documentário, eu não tinha percebido as histórias fantásticas que estavam a minha volta, sobre como vidas foram melhoradas. É bom saber que esse projeto ajudou algumas pessoas. Fico feliz de ser parte disso. O Senhor tem uma ótima maneira de nos usar durante certos momentos, apesar da nossa visão. Ele tem uma visão muito maior que a nossa”, explicou.

Seu trabalho é exposto a milhões de pessoas através de um documentário que está na internet.

Clique aqui para assistir ao trailer do documentário.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se