19.2 C
Vitória
terça-feira, 27 julho 2021

Arianne e suas canções: “A vida é um chamado à diferença”

Talentosa e versátil, a artista tem surpreendido o público com canções impactantes e profundas

Por Patrícia Scott

Arianne chama atenção pelo talento e pela versatilidade e, no início de junho, surpreendeu mais uma vez com o lançamento do single romântico “Mais Uma Música Pra Você”, pela Sony Music.

“O Matheus Pessanha, que é um dos compositores, mandou essa música para mim, e eu chorei quando ouvi. Achei linda e extremamente forte”, conta e pergunta: quantos casais estão passando por dificuldades?”. A música é um pedido “de segunda chance, para que deixem o passado e os erros para trás e, juntos, construam o futuro”, afirma a cantora.

Arianne revela que tem um EP para ser lançado ainda este ano. “Já está tudo nas mãos da Sony. Só falta a capa agora”, afirma, sorrindo. Estará no projeto as músicas “Milagre”, “Me Fez Vivo” e “Aleluia”, que a cantora já lançou como singles. “Além dessas canções, o projeto ainda contará com mais cinco inéditas”.

Projeto especial

Arianne pretende gravar, ainda este ano, o disco Como cantavam nossos pais 2. Seguindo a linha do primeiro, que trouxe canções que marcaram gerações e fazem parte da história do universo gospel, o trabalho será de releitura de grandes clássicos. “O objetivo do projeto é homenagear as raízes da música cristã brasileira”, diz a artista.

A cantora não esconde o carinho por esse projeto, que é produzido com grande cuidado e muito amor. “Sempre amei as músicas antigas, as memórias que vêm com elas. Cresci em um ambiente rodeado por essas canções. Meus pais ouviam muitos desses discos, e eu costumava desbravar suas coleções para ouvir o que não conhecia”, revela Arianne.

Por isso, segundo ela, o respeito é muito grande por essas canções. “Não queria que essas músicas fossem esquecidas com o tempo. O trabalho que tantos homens e tantas mulheres tiveram ficasse no passado”. A cantora destaca ainda que tem o cuidado de não modernizá-las demais, mas manter a simplicidade com o intuito de valorizar as letras tão ricas.

Critério na escolha das canções

Bastante criteriosa na escolha de cada repertório, a cantora assegura que só grava as músicas que, de alguma forma, a toquem. “A mensagem deve ser verdadeira, bela e de qualidade. Sempre prezo por esses detalhes”, assegura e complementa: “Sempre oro e torço para que as minhas canções atinjam as pessoas com força, fé, amor e, às vezes, conforto, para que o propósito da canção em cada vida seja cumprido”.

Arianne, além de cantora, é compositora. Segundo ela, não foi algo que “nasceu” naturalmente. “Um dia, me sentei e decidi compor. Lembro-me de ter lido, na época, uma entrevista do David Quinlan. Ele dizia que, para compor, simplesmente cantava o que vinha na cabeça. Achei muito bom, tentei e consegui”, relata.

Arianne afirma que, de vez em quando, a composição até acontece de forma natural, mas na maioria das vezes é uma questão de esforço mesmo. Ela assevera que tenta praticar composição com certa frequência. “Acredito que quanto mais eu escrever, melhor ficará a música. A prática traz a qualidade, digamos assim”.

Mover de Deus

Arianne_Cantora
“Sempre oro e torço para que as minhas canções atinjam as pessoas com força, fé, amor e, às vezes, conforto, para que o propósito da canção em cada vida seja cumprido”. Foto: Reprodução

São 12 anos de trajetória no mercado musical, mas Arianne começou a cantar ainda na infância, aos quatros anos na igreja. Em cada tempo, de acordo com ela, Deus vai se revelando e fazendo algo novo e diferente. “Muitas vezes, isso é sútil. Precisamos estar atentos para perceber”, frisa.

Com tantas experiências marcantes, na presença do Senhor, Arianne cita uma específica, a gravidez do primeiro filho, Tito. “Estava com poucas semanas de gestação e, por isso, não tinha contado para ninguém, a não ser para minha família”, pontua e continua: “Como a minha mãe perdeu o primeiro filho, na minha cabeça não quis me apegar muito, com medo de que eu o perdesse também”. No entanto, segundo a cantora, em um culto, no Rio de Janeiro, depois de ter ministrado, uma jovem pegou o microfone e anunciou: “Deus manda te dizer que não vai morrer, vai crescer. Você entende o que eu digo? Foi lindo! Ninguém entendeu. Somente eu”.

Arianne nasceu na igreja, e é filha de pastor. Ela observa que toda a sua vida e verdade foram forjadas nesse ambiente. “Graças a Deus, também nasci com o dom do canto. Então, sou muito feliz por poder executar minha profissão através do meu dom”.

Desde bem cedo, Arianne soube que queria cantar, apesar da timidez, não se via fazendo outra coisa. “Depois dos 16 anos, as portas começaram a se abrir e, naturalmente, fui seguindo o caminho que eu tinha sonhado”. Muita gente cooperou, de acordo com ela, para que tudo acontecesse, mas, em especial, a cantora Fernanda Brum foi essencial para os primeiros passos.

Trajetória de sucesso

Arianne foi revelada pela gravadora MK Music ao participar da canção “Jesus, Meu Primeiro Amor” no CD “Profetizando às Nações”, da cantora Fernanda Brum. Em março de 2009, chegou às lojas o seu primeiro álbum “Por me Amar” e, pouco mais de um ano depois, o segundo, “Tempo de Voltar”.

A repercussão do primeiro CD surpreendeu a própria cantora. Logo no segundo dia de veiculação da música “Por Me Amar” nas rádios, a canção ficou entre as 10 mais pedidas. Na segunda semana, já estava em primeiro lugar no ranking Brasil. Tamanho sucesso foi imprescindível para que portas se abrissem. Assim, Arianne teve a oportunidade de mostrar todo o seu talento em apresentações por todo o Brasil.

No segundo CD, “Tempo de Voltar”, a repercussão não foi diferente. O trabalho da cantora ganhou bastante projeção, até além do esperado. De lá para cá, a artista ganhou muito espaço no mercado fonográfico gospel. Tornou-se referência com a sua voz potente e marcante. Tanto que, em 2017, Arianne assinou contrato com a gravadora Sony Music.

“A experiência tem sido incrível! Tenho muita liberdade em criar, apoio e  parceria nos projetos”, assevera, destacando: “Sou muito grata ao Maurício Soares, à Karina, que é minha label (gestora de contrato), e à toda equipe da gravadora pelo trabalho e cuidado comigo”, destaca.

Ela diz acreditar que a música é um dom dado por Deus, da mesma forma que enxerga diferentes talentos em outras profissões. “A vida é um chamado à diferença, creio que revelamos Deus muito mais em nosso dia a dia do que propriamente falando Dele para pessoas nos eventos gospel”, opina e conclui: “Todo cristão que ama a Deus, naturalmente o revelará nas pequenas ações do cotidiano, a responsabilidade é de todos nós”.

Confira o último lançamento da artista

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se