29.6 C
Vitória
terça-feira, 1 dezembro 2020

Após Bolsonaro falar em pólvora, ministro da defesa diz que Brasil é pacífico

Leia também

USP lança teste rápido de covid-19 pela saliva

Um dos grandes desafios dos pesquisadores foi padronizar o teste, ou seja, criar soluções químicas que mantivessem o coronavírus estável

O Tribunal de Justiça do Rio escolheu seu novo presidente

Henrique Figueira, que foi deputado estadual no Rio e ocupou secretaria na prefeitura durante a gestão Cesar Maia (PFL, hoje DEM)

Azul antecipa fim de acordo de redução de jornada

A redução de salário era de 45% entre o terceiro trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021, quando o porcentual começa a cair

O ministro da Defesa também reclamou de “atraso” no desenvolvimento dos projetos estratégicos das três Forças

Por Felipe Frazão (AE)

Após o presidente Jair Bolsonaro falar em “usar a pólvora” se a diplomacia fracassar, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, disse nesta sexta-feira, 13, que o Brasil é um País pacífico. “Nós somos um País pacífico, em busca da paz sempre, mas não existe país pacífico sem ser forte, é uma condição que a história ensinou”, afirmou o ministro, destacando a estratégia de dissuasão. Azevedo também disse que o Brasil tem como princípio a “não intervenção”.

O ministro afirmou ainda, durante abertura de um seminário com os comandos das Forças Armadas, que os militares devem, por obrigação legal, ser diretamente envolvidos nas relações internacionais, “o que pouca gente lembra”. Segundo Azevedo, o Exército, a Marinha e a Aeronáutica estão inseridos na “democracia plena”.

O ministro da Defesa também reclamou de “atraso” no desenvolvimento dos projetos estratégicos das três Forças. Ele afirmou que um dos seus objetivos na gestão é recuperar a capacidade operacional das forças militares do País.

“Os comandantes sabem muito bem que os nossos aparelhos, nossas principais máquinas e instrumentos são de 50, 60 anos de duração, necessita uma modernização ou novos equipamentos. A capacidade operacional das Forças Armadas tem que ser revista”, disse o ministro.

Bolsonaro ameaçou usar a pólvora, “quando a saliva acabar”, em reação à pressão por preservação da Amazônia sob risco de sanção econômica feita pelo democrata Joe Biden, presidente eleito para a Casa Branca, segundo projeção dos resultados da eleição na imprensa americana.

O Palácio do Planalto não reconheceu ainda a vitória dele, nem a derrota de Donald Trump, republicano aliado de Bolsonaro. Logo depois, surgiram comparações sobre a capacidade das Forças Armadas do Brasil e dos EUA, maior potência bélica do planeta. Essas comparações irritaram generais da cúpula da Defesa, que as consideram descabidas, pela discrepância de poder de fogo.

Segundo dados do Instituto Internacional de Pesquisa da Paz de Estocolmo, divulgados em abril, o Brasil investiu US$ 26,9 bilhões em defesa, enquanto os Estados Unidos gastaram US$ 732 bilhões, em 2019.

O ministro argumentou que, apesar de ter um território equivalente ao de dezenas de países europeus, o Brasil conta apenas com “uma Marinha, um Exército e uma Aeronáutica”.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Reunião entre Bolsonaro e Fernández termina

A Presidência da República e o Itamaraty ainda não divulgaram informações sobre a reunião com Fernández

Bolsonaro diz que nunca chamou covid-19 de ‘gripezinha’

Diferentemente do que o presidente afirma agora, porém, ele comparou, sim, os sintomas da covid-19 a uma gripe em mais de uma ocasião

Bolsonaro abre mão de depoimento presencial

A controvérsia em torno da forma como deveria ser o depoimento do presidente da República gerou desgaste não apenas entre o STF

Bolsonaro lamenta alta de preços de alimentos

O presidente ressaltou que sem medidas do governo federal, como a ajuda para pequena empresas e o auxílio emergencial

Bolsonaro: críticas internacionais sobre agronegócio na Amazônia

De acordo com Presidente, o interesse de outros países não é na floresta, mas sim no que está "debaixo da terra"

Ataque a igreja nos EUA deixa dois mortos

Ataque aconteceu na Igreja Batista da Graça, em San José, Califórnia. Não havia culto no momento do ataque, apenas moradores de rua, que estavam abrigados no local. Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Conferência Paixão pela Juventude 2020

Realizado pela Juventude Batista Brasileira, evento será online e acontece em duas datas. A primeira será neste sábado, 28, e a segunda, dia 5 de dezembro. Saiba mais!

Miniconferência on-line: “Fé e Ciência para Corpos e Mentes”

Cientistas cristãos brasileiros respondem questões de fé e ciência para corpos e mentes. Tema será abordado na mini Conferência online. Saiba mais!

Seminário de ciências bíblicas em edição virtual; começa hoje

Realizado há 20 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil, evento incentiva o estudo e capacita líderes sobre o uso da Bíblia.

Grandes artistas do Brasil no “BH profetiza”

Realizado pela cantora Camila Campos, O BH profetiza vai reunir diversos cantores, entre eles Weslei Santos, Gai Sampaio, pastora Helena Tannure e outros. Evento será transmitido ao vivo, nesta terça-feira, 17 
- Publicidade -

Plugue-se

Saiba mais sobre o cristianismo em alguns livros

No Dia do Evangélico Comunhão selecionou 10 livros para estudar e conhecer mais sobre o cristianismo. Saiba mais!

Funkeira Ludmilla no gospel?

Em live no Instagram, nesta quinta (26), a funkeira Ludmilla falou do desejo de apostar na carreira gospel e afirmou ter "recebido um chamado" para levar a palavra de Deus aos fãs. Saiba mais!

“40 Dias – O Milagre Da Vida” nas plataformas de streaming

Filme foi lançado no dia 15 de outubro, em mais de 200 salas em todo o Brasil. E agora será possível assistir em casa, pelo seu aplicativo. Saiba mais!

Superação: “Deus me cercou de anjos”, diz Chris Nikic

Chris Nikic, 21 anos, é a primeira pessoa com o distúrbio genético a finalizar o Ironman, a prova esportiva mais difícil do mundo. Saiba mais!