22.7 C
Vitória
domingo, 14 agosto 2022

Após 5 meses internada, Amanda Wanessa apresenta melhora

Cantora Amanda Wanessa m
A cantora Amanda Wanessa, internada desde janeiro, apresentou melhora do quadro de saúde (Foto: Reprodução Redes Sociais)

A cantora sofreu um grave acidente de carro, em janeiro, e, desde então, segue internada; o inquérito foi arquivado

Por Patricia Scott 

Amanda Wanessa, que sofreu um grave acidente de carro, em janeiro deste ano, teve uma evolução no seu quadro de saúde. E os médicos retiraram a traqueostomia que era usada para ela respirasse. A cantora está internada faz cinco meses no Hospital Português, na área central do Recife.

“Seguimos perseverantes e confiantes na vontade de Deus, pois não temos nenhuma dúvida de que tudo coopera para o bem dos que amam a Deus”, ressaltou o comunicado oficial. Ainda conforme a nota, Amanda Wanessa também “intensificou a fisioterapia e o tratamento fonoaudiológico”

No início deste mês, a cantora apresentou um quadro de evolução em sua saúde. Ela deixou a UTI, em março, e foi transferida para um quarto. Amanda, que respira sem o auxílio de aparelhos, segue se recuperando bem, segundo informações de seu cunhado e produtor, Denilson Santos.

O acidente

A cantora, de 34 anos bateu com o carro em um caminhão no KM 5, da PE-60, na Zona da Mata, em Pernambuco. No veículo, estavam o pai, a filha e uma amiga. A artista estava de férias em uma casa da família, no município de São José da Coroa Grande.

A filha de Wanessa, Mel, de seis anos, operou o ombro e, dois dias depois, recebeu médica. A amiga, Juciara Pimentel, teve fraturas nas mãos e também foi liberada pelos médicos em poucos dias. O pai não precisou ser internado, segundo informações do G1.

A cantora passou por diversas cirurgias no braço, na cabeça e na perna, chegando a ficar intubada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por pouco mais de um mês. Depois foi transferida para a unidade de tratamento semi-intensiva, onde está desde então.

Conclusão do inquérito 

A polícia informou, no dia 9 de junho, que foi constatado na perícia que Amanda Wanessa dirigia o carro a 130 quilômetros por hora. O inquérito foi concluído sem apontar culpados pelo acidente.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) arquivou o processo. O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) entendeu que o acidente ocorreu “por culpa exclusiva da vítima”.

Com informações G1

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se