24.9 C
Vitória
terça-feira, 21 setembro 2021

É oficial: André Mendonça é indicado para a suprema corte

De um currículo extenso e uma carreira pública exemplar, André Mendonça foi o escolhido de Bolsonaro para a vaga da suprema corte. “É o nome mais preparado no Brasil”, disse o pastor e ex-deputado federal, Fábio Sousa

Por Priscilla Cerqueira 

Agora sim, é oficial. O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), apontou o nome do advogado-geral da União, André Mendonça, como sua escolha para a próxima vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A confirmação foi durante reunião que aconteceu nesta terça-feira, 6, no Palácio Alvorada com os ministros.

“Todos sabem: é a minha vontade”, teria dito o presidente na reunião. Mendonça entra na vaga que vai abrir com a aposentadoria de Marco Aurélio Mello, que se aposenta na sgunda quinzena de julho.

Não é a primeira vez que um ministro da suprema corte é declaradamente evangélico. O primeiro a ocupar o cargo foi o ministro Vilas Boas, que era diácono da igreja batista e professor de escola domininical.

Advogado, pastor e ex-ministro da Justiça por um período no governo Bolsonaro, Mendonça já era aventado como um nome possível para o posto devido a alegações anteriores, por parte do presidente, de que o novo ocupante da Suprema Corte seria um jurista “terrivelmente evangélico”.

Na opinião do pastor Fábio Sousa, André Mendonça é o nome mais preparado para assumir uma vaga na suprema corte do país. “Ele tem um currículo extraordinário na área pública, jurídica e universitária”, disse ele em entrevista à Comunhão. Confira outros pontos que ele abordou!

Comunhão – Como o senhor vê a indicação do presidente da república, Jair Bolsonaro a André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal?

Fábio Sousa – É uma das pessoas mais preparadas que temos no Brasil hoje para ser ministro da corte. Ele tem um currículo extraordinário na área pública, jurídica e universitária, fora conhecimento jurídico que ele tem. Além disso, é pastor presbiteriano. Ele é terrivelmente evangélico, mas creio que sua indicação se dá por conta do seu currículo para ser um grande ministro da suprema corte federal.

O senhor acredita que a CPI da covid-10 pode interferir na disputa para indicação ao STF?

Fábio-Sousa
Fpoto: Alexssandro Loyola

Acredito que pode trazer um pouco de constrangimento, mas não vai interferir, pois não é algo que não depende dos opositores do presidente, e sim de todo o Senado da república. Geralmente é uma chancela, há pouca resistência nos indicados do presidente da república. Historicamente é assim. Mas o André é uma pessoa muito afável, conquista as pessoas com muita facilidade, também já é conhecido não só pela carreira burocrática em Brasília, porque foi ministro da justiça e ser Advogado Geral da União.

O que se pode esperar de um ministro “evangélico” e declaradamente pastor, ocupando a vaga no Supremo pela primeira vez?

O André será o primeiro pastor a ocupar esse cargo. Por mais que tenha essa manifestação política, até do próprio presidente de falar para uma base evangélica de querer um ministro evangélico na suprema corte, ele está indo para o STF pelo seu extenso currículo e competência no conhecimento jurídico. Não tenho dúvida de que ele é uma luz de esperança para nós que temos preocupações correlacionadas ao Supremo. Será um lampejo de esperança para uma Suprema corte mais fiel ao texto constitucional e menos atuante em outras áreas.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se