21 C
Vitória
sexta-feira, 19 agosto 2022

Anajure e OAB se posicionam à convocação de Jorge Linhares pela justiça

O pastor foi chamado para prestar depoimento, na segunda-feira (02), no Ministério Público, de MG

Por Patricia Scott

A Assessoria Jurídica da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure) divulgou  nota, nesta sexta-feira (30), sobre a notificação encaminhada pelo Ministério Público, de Minas Gerais, ao Colégio Batista Getsêmani a respeito de um vídeo com mensagem contrária às teorias de gênero. Confessional, a instituição tem como diretor-geral o pastor Jorge Linhares, referência no meio evangélico.

O documento enfatiza que o posicionamento adotado por uma escola confessional sobre o tema em questão está “albergado pela liberdade de expressão e de consciência e crença, direitos que possibilitam a transmissão de ensino que esteja em conformidade com os valores que norteiam a instituição”. Os juristas enfatizaram causar estranheza a notificação encaminhada pelo Ministério Público. Isto porque o vídeo em questão, ainda que expresse discordância quanto às teorias de gênero, não estimula qualquer conduta discriminatória.

Por outro lado, para a OAB, a mensagem seria ofensiva, mesmo sem contar com nenhuma palavra ou menção negativa a pessoas LGBT. Segundo o presidente da Comissão de Diversidade Sexual da OAB de Minas Gerais, Alexandre Bahia, embora a liberdade religiosa e de discurso sejam protegidos constitucionalmente, o discurso de ódio ou homofobia podem ser criminalizados. Ele lembra que o Supremo Tribunal Federal (STF), por meio da decisão sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão 26 (ADO 26), equiparou a homofobia ao racismo, determinando que casos de preconceito e discriminação em razão de orientação sexual sejam punidos.

Ao abrir o inquérito assim que a Promotoria de Direitos Humanos recebeu o vídeo, o Ministério Público, de MG, informou que o andamento será rápido, de acordo com informações do G1. O pastor Jorge Linhares já foi chamado para prestar depoimento, na próxima segunda-feira (02), no Ministério Público, de Minas Gerais.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se