25.9 C
Vitória
terça-feira, 26 outubro 2021

Amor ao próximo: pastor doa rim para membro da igreja

“Percebi que se Cristo deu Sua vida por mim, então eu deveria ser capaz de dar a outra pessoa um órgão que salva vidas”, disse Jack

Por Patricia Scott

O reverendo Jack Coultas, da Park Grove Christian Church, em Deepwater, Missouri, demonstrou um belo exemplo de amor ao próximo ao doar um rim para Jeremy Whitman, um dos membros da comunidade religiosa. O homem estava lutando por quase dois anos com insuficiência renal causada por diabetes.

Jack, de 35 de anos, que é líder pastoral e amigo de Whitman e sua família, destacou que lembra o dia em que descobriu, em 2008, que Whitman estava sofrendo de insuficiência renal. Há três anos, Jeremy, de 36 anos, que é autista, está lutando com a diabetes. O pastor Jack afirmou, em entrevista ao Christian Post, na época, que tudo na vida de Whitman parecia estar caminhando para o melhor até “o inesperado acontecer”.

Tratamento hospitalar
O pastor contou que, em uma manhã, quando Jeremy acordou, abriu os olhos e não conseguiu enxergar nada. Whitman estava completamente cego. No entanto, conseguiu encontrar o telefone para ligar para o pai. Ele foi levado às pressas para o hospital. Os médicos descobriram que os rins de Jack estavam completamente paralisados.

Whitman foi colocado em diálise para remover resíduos e excesso de fluido de sangue. Ele esperou por um ano para ser incluído na lista de destinatários de rins. “Meu coração se partiu quando me contaram o que aconteceu, porque ele estava indo muito bem”, contou o reverendo Coultas, que revelou: “Enquanto Jeremy estava no hospital, orei muito para que recebesse a cura”.

Chamado de Deus
Para a surpresa do pastor, o Senhor respondeu a sua oração chamando-o e colocando em seu coração para ser um doador de rim para Jeremy. Cada vez que Jack se reunia com a família de Whitman para sessões de aconselhamento e oração, uma passagem da Bíblia “vinha à mente” do líder religioso.

O trecho da Palavra que invadia o pensamento de Coultas está em 1 João 3.16-18:
“É assim que sabemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a Sua vida por nós. E devemos dar nossas vidas por nossos irmãos e irmãs”, diz a Escritura, que prossegue: “Se alguém tem bens materiais e vê um irmão ou irmã em necessidade, mas não tem piedade deles, como pode o amor de Deus estar nessa pessoa? Queridos filhos, não amemos com palavras ou palavras, mas com ações e em verdade”.

Coultas destacou que “acredita no poder da oração”. No entanto, ele também crê que, quando alguém está necessitada, as pessoas devem se esforçar para fazer mais do que apenas orar.

“Não devemos apenas orar se há mais maneiras de ajudar”, enfatizou Coultas, que acrescentou: “O Senhor começou a pressionar essas escrituras em meu coração. Percebi que se Cristo deu Sua vida por mim, então eu deveria ser capaz de dar a outra pessoa um órgão que salva vidas”.

O pastor Jack passou muitos dias pensando e orando a Deus. E ele “sentiu no fundo do coração” que o Senhor o estava chamando para ser um doador.

Doador compatível
Em abril de 2019, o pastor fez exame de sangue, descobrindo que era um doador compatível com Jeremy. Depois dessa notícia, ele teve mais confirmação de que Deus queria que fizesse a cirurgia.

“Senti uma sensação de alívio, porque foi um processo tão longo de orar e considerar a decisão”, testemunhou Coultas, que assegurou: “A minha decisão de prosseguir com a cirurgia foi um exemplo básico de comportamento cristão, porque somos chamados a obedecer a Deus e amar ao próximo”.

A cirurgia de Coultas e Whitman foi um sucesso, em janeiro de 2020, no Hospital Saint Luke’s, em Kansas City. Desde que doou o rim, Jack teve uma complicação de saúde, sendo preciso reparar a hérnia, em fevereiro. Durante três meses após a operação, ele não pôde fazer muitas atividades físicas. No entanto, o pastor já está completamente recuperado.

Para Whitman, a recuperação tem sido boa. Ele tem melhorado a cada dia. “Não deixei que as consequências da correção da hérnia me impedissem de seguir em frente no amor”, frisou Coultas, observando que “faria a cirurgia do doador de rim novamente, se pudesse. O amor não é seguro. O amor deve ser desafiador, e Deus chamou a todos nós para mostrar amor aos outros, seja difícil ou não”.

O pastor Jack Coultas entende que há algumas coisas que os cristãos devem considerar. Então, se eles “acreditam que Deus os está chamando para fazer algo, de fato, é de Deus”.

Os seguidores de Cristo, segundo o pastor Jack, devem considerar “o peso em seus corações”, avaliando se o que eles sentem que Deus os está chamando para fazer “se enquadra na Bíblia como algo que Deus aprova”. Em segundo lugar, ele acredita que para o cristão confirmar se um chamado é de Deus deve “buscar um conselho sábio”.

Coultas, por último, disse que as pessoas precisam observar as circunstâncias. Se elas envolvem o que sentem que Deus as está chamando para fazer com as possibilidades de execução.

“Se o que eles sentem que estão sendo chamados por Deus para fazer não for possível, provavelmente Deus não aprova”, pondera e assevera: “Quando estava pensando se deveria ou não seguir o chamado de doador de rim, orei, consultei as escrituras e busquei um conselho sábio – da minha esposa – porque sabia que isso afetaria a ela e a minha família”.

Para não ter dúvidas quanto à decisão a ser tomada, o pastor Jack frisou que, por último, considerou as circunstâncias em torno do que acreditava ter sido chamado por Deus para realizar. “E quando descobri que era compatível para ser doador, soube que não era apenas o meu coração, mas era algo que o Senhor desejava. Isto porque ele abriu uma porta de possibilidade a partir das circunstâncias”.

Com informações Fox News 

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se